Hackers voltam a vazar episódios inéditos de séries da HBO

Por Redação | 14 de Agosto de 2017 às 10h24

Os hackers responsáveis por uma grande invasão aos servidores da HBO, nas últimas semanas, voltaram a atacar, liberando mais episódios inéditos de séries do canal. Desta vez, Game of Thrones não foi uma das vítimas, o que não significa que o estrago foi pouco, já que o destaque do “pacote” jogado na internet pelos criminosos inclui os capítulos de estreia da nova temporada de Segura a Onda.

O retorno da cultuada série, que não ia ao ar desde 2011, é uma das grandes apostas da HBO para o final do ano. A estreia está marcada para outubro, mais uma vez com Larry David no comando. A série em si tem um estilo muito semelhante ao da clássica Seinfeld, e o ator e roteirista, inclusive, é um dos criadores do antigo show ao lado de Jerry Seinfeld.

Outros seriados como The Deuce, Ballers e Insecure também tiveram episódios vazados. Os dois últimos, inclusive, já haviam sido atingidos por vazamentos anteriores, que incluíram capítulos de seriados que ainda não haviam nem mesmo estreado, como Room 104, que vem sendo citado pela crítica como uma boa alternativa para quem sente falta do estilo sexy e meio surreal de True Blood.

Nas últimas semanas, os arquivos disponibilizados pelos hackers na internet continham não apenas episódios, mas também roteiros de capítulos que ainda não haviam sido exibidos – caso de Game of Thrones, cujo enredo vazou dias antes da exibição do quarto episódio – e e-mails corporativos dos executivos da companhia. Telefones de atores e membros da produção do seriado medieval também surgiram na internet.

Toda a bagunça está sendo feita por um grupo de hackers liderado por alguém chamado Sr. Smith. Por meio de comunicações diretas com a HBO e, mais tarde, vídeos divulgados na internet, os criminosos pedem um resgate de US$ 15 milhões para não revelarem os arquivos que possuem, no que prometem ser uma série de vazamentos semanais.

A HBO confirmou a invasão, com cerca de 1,5 TB de informações roubadas de seus servidores internos. Apesar de já ter dito inúmeras vezes não estar em contato com os hackers, mas somente com a polícia para investigações, os criminosos afirmaram ter recebido uma oferta de US$ 250 mil pelas informações. A oferta teria sido negada por eles, mas o canal não confirmou essa informação.

Entre os dados que os invasores dizem possuir estão mais capítulos de séries que ainda não foram ao ar, informações corporativas e confidenciais, além de logins e senhas de funcionários da empresa. Os hackers não disseram quando os vazamentos vão acabar, mas conforme vem acontecendo nas últimas semanas, não parecem dispostos a deixarem as publicações de lado – a não ser, claro, que o pagamento venha.

Fonte: Venture Beat