Amazon vende gasolina a US$ 0,30 e vira caso de polícia

Por Felipe Demartini | 16 de Agosto de 2019 às 13h30
Divulgação/Amazon
Tudo sobre

Amazon

Saiba tudo sobre Amazon

Ver mais

Uma promoção realizada pela Amazon virou caso de polícia nesta semana, depois de a empresa anunciar a venda de gasolina por US$ 0,30 o galão (que leva quatro litros). Em uma campanha de marketing voltada para comemorar as 20 indicações ao Emmy de sua série original The Marvelous Mrs. Maisel, a gigante do e-commerce fez parcerias com estabelecimentos comerciais de renome para que alguns de seus produtos fossem vendidos com os preços de 1959, ano em que o show se passa. Ela só não contava que, ao realizar cobranças como há 50 anos, ela teria que lidar com o tráfego de hoje.

A oferta de combustível foi feita em parceria com a Chevron em um posto da Cloverfield Blvd, uma das avenidas mais movimentadas da cidade de Santa Monica, no estado americano da Califórnia. Atraídos pelo preço baixíssimo, anunciado em chamativas placas cor de rosa, filas começaram a se formar diante do estabelecimento, complicando e muito o trânsito na região e motivando uma intervenção das autoridades.

Não ajudava, ainda, o fato de o posto ficar bem na saída de uma das autoestradas principais de Santa Monica, a Christopher Columbus Transcontinental, e bem em uma esquina, o que levou o trânsito a travar também nas interseções e se proliferar para a região próxima. Primeiro, veio o alerta para que os motoristas evitassem o local, mas a situação se tornou tão caótica que a polícia teve que interromper a promoção.

De acordo com a imprensa local, as autoridades e a Amazon conversaram durante todo o tempo para encontrar uma alternativa. A solução encontrada, e colocada em prática cerca de uma hora depois da suspensão da venda do combustível baratíssimo, foi limitar o número de pessoas na fila. Isso não fez com que o trânsito deixasse de ser complicado na região, mas, pelo menos, não atrapalhou tanto a vida alheia e, principalmente, a autoestrada.

A Chevron não foi a única empresa a aderir ao Maisel Day, como foi chamada a campanha de marketing. Por toda a cidade de Santa Monica, outros preços retornaram ao patamar de 50 anos atrás, com hot dogs sendo vendidos também a US$ 0,30, enquanto ingressos de cinema passaram a custar US$ 0,51. Todos os locais, claro, registraram grandes filas, esgotamentos de produtos e lotação, mas a polícia não foi obrigada a agir em nenhum outro estabelecimento.

The Marvelous Mrs. Maisel tem Rachel Brosnaham no papel da protagonista, uma dona de casa que descobre ter talento como comediante stand-up, após ser abandonada pelo marido. A produção original foi indicada ao Emmy como melhor série de comédia, além de concorrer a prêmios de melhor atriz, ator e coadjuvantes, bem como música, maquiagem, figurino e outras categorias técnicas. A cerimônia vai ao ar em 22 de setembro.

Fonte: John Gregory, ABC 7 (Twitter)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.