Woody Allen vai dirigir série produzida pela Amazon

Por Redação | 13.01.2015 às 13:30

Apenas dois dias depois de levar o Globo de Ouro de melhor série dramática, a Amazon já está apresentando novas armas para voltar aos grandes prêmios da indústria. A empresa anunciou que Woody Allen vai assumir a cadeira de diretor e roteirista de uma de suas séries vindouras, com título e data de lançamento ainda a serem divulgados.

O projeto servirá como a estreia do consagrado diretor na TV, já que ele nunca trabalhou em um seriado. O show terá episódios com meia hora de duração e, em um movimento incomum para essa indústria, teve sua primeira temporada encomendada na íntegra antes mesmo da criação de um piloto, que normalmente serve para que a viabilidade do projeto seja avaliada.

Por isso mesmo, a produção já começou em tom de brincadeira. Em comunicado oficial, Roy Price, vice-presidente dos estúdios da Amazon, disse que é uma honra trabalhar com o diretor de alguns dos melhores filmes de todos os tempos. Allen respondeu a isso afirmando não ter a menor ideia sobre como se envolveu com o projeto nem como irá trabalhar nele daqui em diante. “[A Amazon] vai se arrepender disso, acredito”, concluiu.

A nova série, claro, será exclusiva para os assinantes do serviço Amazon Prime, que além de acesso ao serviço de streaming de vídeo, também tem outras vantagens como descontos especiais na compra de produto, frete grátis e entrega de pacotes em um dia útil, quando possível. O programa está disponível nos Estados Unidos, Reino Unido e Alemanha, custando US$ 99, cerca de R$ 260.

A vitória da Amazon no Globo de Ouro, cuja cerimônia foi realizada no último domingo, já vem sendo considerada uma grande quebra de paradigma, pelo simples fato de uma série feita exclusivamente para a internet ter levado a estatueta em uma premiação da TV “tradicional”. A vencedora da noite na categoria melhor série de comédia foi “Invisible”.

A importância dos serviços de streaming também foi reconhecida quando Kevin Spacey levou o prêmio de melhor ator pelo seu trabalho em “House of Cards”, da Netflix. O show, que está prestes a ganhar sua terceira temporada, conta os bastidores do poder nos Estados Unidos e também concorreu à estatueta de melhor série dramática, perdendo para “The Affair”, do canal Showtime.