Último capítulo de 'Avenida Brasil' pode custar caro na sua conta de luz

Por Redação | 19 de Outubro de 2012 às 16h00

Todos sabem que boa parte dos brasileiros leva algumas coisas realmente a sério. Final de campeonato de futebol e último capítulo de novela com certeza fazem parte do Top 5 dessa lista. Hoje vamos enfrentar mais um final de novela e, por mais que você não se interesse por ela, poderá sofrer com isso.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), órgão que coordena e controla a geração e transmissão de energia elétrica no país, acredita que o nível de consumo energético pode bater o recorde na noite desta sexta-feira (19), quando o último capítulo de "Avenida Brasil" for ao ar.

Avenida Brasil 2

Muitos suspeitam que possa até haver um apagão devido à sobrecarga, mas o ONS diz que está preparado para gerenciar esse alto consumo, que pode chegar ao recorde de 76,7 mil megawatts. Mas essa não é a única preocupação que você deve ter. É possível que sua conta de luz também aumente no próximo ano, e a novela - e seus telespectadores - têm participação nisso.

Uma maneira que o ONS encontrou para se preparar para atender a grande demanda dessa noite foi recorrer a usinas termelétricas, que funcionam a óleo combustível, para auxiliar as hidrelétricas a gerar energia. O problema é que esse é um recurso caro, muito caro.

O custo das termelétricas pode ser até seis vezes maior do que os das hidrelétricas. Para o segundo trimestre de 2013 está previsto um reajuste de tarifas que vai deixar as contas de luz mais caras. Mas não é apenas a novela que está influenciando nisso, o baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas também está forçando a utilização de uma segunda opção.

Para conseguir manter o abastecimento de energia no país, mesmo com o atraso das chuvas, o órgão pretende colocar as termelétricas que trabalham com óleo diesel para funcionar. Essas podem custar até nove vezes mais do que as conhecidas hidrelétricas.

Ganhando os jornais internacionais

Nem mesmo a presidente do país ficou de fora do assunto "Avenida Brasil". O britânico The Guardian noticiou que Dilma Rousseff adiou uma manifestação que faria hoje, em prol do candidato do PT à prefeitura de São Paulo. O motivo? O horário marcado para o evento coincidia com o da novela.

O próprio jornal destaca que "faz sentido político para a presidente entrar em sintonia com o público de Avenida Brasil, que resumiu a ascensão de um grupo social de 'ex-pobres' que está agora na camada mais poderosa de consumidores no país".

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.