Manhãs da TV aberta, pela primeira vez, perdem para outras opções de conteúdo

Por Redação | 18.10.2013 às 08:45

Não é difícil perceber que o perfil do espectador brasileiro está mudando. Uma das formas mais nítidas para entender isso costuma ser os índices de audiência. Assim, a última medição realizada pelo Ibope aponta que, pela primeira vez na história da TV brasileira, a programação matutina ficou atrás de opções como TV paga, DVDs, Games, Blu-rays e vídeos sob demanda. A média registrada para esse segmento em setembro foi de 7,9 pontos de audiência, das 7h ao meio-dia.

A liderança ainda não trata de números absolutos já que, somadas as porcentagens de cada rede de TV, a distância entre o novo e o tradicional continua grande. No entanto, os números referentes a cada canal de TV demonstram uma evolução interessante para o segmento fora da programação aberta. Dados do mesmo período mostram a Globo, com 7,5 pontos, a Record, com 4,3 pontos, o SBT, com 3,3 pontos, a Band, com 1,2 pontos e a RedeTV!, com 0,5 ponto. Cada ponto nessa forma de aferição do Ibope corresponde a 204 mil domicílios no Brasil.

Outro dado interessante destacado na coluna Outro Canal da Folha apresenta o resultado de um estudo publicado no jornal The New York Times, apontando que um terço da geração “millenials” (com idades entre 15 e 30 anos) opta por vídeos on-line em vez da TV aberta. A pesquisa foi realizada com mais de 4.000 usuários.

Sem dúvida, a tão comentada tomada de audiência pela Internet está mais presente do que se imagina.