HBO afirma que pirataria é um 'elogio' e que não prejudica as suas vendas

Por Igor Lopes | 02.04.2013 às 14:05
photo_camera Restler

A maioria das empresas de entretenimento batalha diariamente para o fim da pirataria, mas a HBO, uma das principais produtoras de conteúdo televisivo, não acredita que cópias piratas dos seus programas prejudiquem suas vendas. Michael Lombardo, presidente de programação, afirma que a pirataria é um "elogio" aos seus programas e que tem ajudado nas vendas de cópias originais.

Segundo o BGR, a série 'Game of Thrones' é um dos programas mais pirateados na internet, com 4 milhões de cópias ilegais sendo baixadas a cada novo episódio. E em fevereiro deste ano, a segunda temporada da série foi lançada em DVD e marcou mais um recorde para a HBO, com 241 mil unidades vendidas, apresentando um aumento de 44% em comparação às vendas do box da primeira temporada – a venda de episódios individuais chegou à marca de 355 mil cópias, ou seja, um aumento de 112% com relação à primeira temporada.

"Eu provavelmente não deveria estar dizendo isso, mas é uma espécie de elogio", afirmou Lombardo à Entertainment Weekly. "A demanda existe. E ela certamente não impacta negativamente a venda de DVDs. A pirataria vem junto com a exibição de um programa de sucesso em um canal fechado". Além da pirataria, 'Game of Thrones' também é o programa de televisão mais lucrativo do momento.

Michael Lombardo ainda ressaltou que a HBO mantém sua política contrária à pirataria e uso ilegal de conteúdos com direitos autorais. "Nós, obviamente, somos um serviço por assinatura e nossa meta é parar com a pirataria quando vemos isso acontecer, especialmente numa base sistemática, quando as pessoas estão vendendo versões piratas", disse.

'Game of Thrones' está disponível em DVD, download digital e por assinatura somente através dos canais oficiais da HBO, ou seja, os espectadores poderão acompanhar os novos episódios na TV ou via streaming no serviço HBO Go.