7 séries que valem a assinatura do Amazon Prime Video

Por Ricardo Ballarine | 10 de Novembro de 2017 às 13h08

Quem ouve a expressão streaming de vídeo pensa logo na Netflix. É a plataforma dominante no Brasil, ainda que tenha alguns concorrentes, como Looke, Globoplay e até uma entusiasta da cultura livre, o Libreflix. Agora, a Netflix tem um adversário de peso, com capacidade de investimento e boas produções no cardápio: a Amazon Prime Vídeo.

Quem sai ganhando, claro, é o consumidor, que tem à disposição o que de melhor é produzido atualmente no entretenimento audiovisual, com preços cada vez mais acessíveis.

Prova é que a Amazon está com uma promoção que pode fazer balançar até o mais ferrenho fã da Netflix. O usuário experimenta a plataforma por uma semana de forma gratuita. Depois, paga R$ 7,90 por seis meses, valor que passa a R$ 14,90 depois desse período.

É mais barato do que a mensalidade da Netflix, cujo plano mais em conta é de R$ 19,90. O esquema é o mesmo, tudo cobrado no cartão de crédito, e o usuário pode cancelar a qualquer momento.

Nós já fizemos um comparativo das plataformas Netflix e Amazon Prime Video, mas será que vale assinar o serviço da Amazon?

O Canaltech vasculhou o cardápio da plataforma para ver o que há de bom por lá, quais são os títulos que valem a assinatura. A oferta é menor que a da Netflix, mas é possível encontrar boas opções que justificam a assinatura. Entre obras já clássicas e novidades, separamos 7 séries imperdíveis.

Transparent

Esta foi a série que colocou a Amazon no radar. A história trata de um tema polêmico, mas que ganhou contornos bem-humorados, mesmo nos momentos mais delicados. Morton Pfefferman, um professor aposentado e separado da sua mulher, se revela um transexual e troca seu nome para Maura.

A família tenta lidar com essa informação e todas suas implicações, enquanto Maura, interpretada por Jeffrey Tambor, começa a se abrir cada vez mais para a sociedade.

Transparent tem quatro temporadas — a última acabou em setembro — e já venceu o Globo de Ouro de melhor comédia.

Mr. Robot

Elliot Alderson (vivido pelo excelente Rami Malek) é um engenheiro de cibersegurança que vive em depressão e experimenta ataques de pânico. Na primeira temporada, ele é recrutado pelo ativista digital Mr. Robot para derrubar um grande conglomerado.

A série joga com a paranoia das grandes cidades, cercadas de tecnologia e com privacidade reduzida. A grande sacada é explorar o frágil estado mental de Elliot e colocar na sua rota a forma como grandes empresas controlam a sociedade.

Mr. Robot tem duas temporadas completas disponíveis. A terceira tem previsão de terminar em dezembro e seus episódios lançados já estão na plataforma.

Justified

Quando uma série é baseada em um livro escrito por Elmore Leonard, a única solução é sentar em frente à tela e assisti-la do começo ao fim.

O universo da literatura policial ganha espaço no sul dos Estados Unidos, em Harlan, no Kentucky, onde o agente federal Raylan Givens vai se estabelecer. Ele tem o perfil do policial do século 19, com botas e chapéu, e um jeito de conduzir as investigações e interrogatórios que nem sempre encontram amparo legal.

As histórias passam por crimes de diversas naturezas, mas uma trama percorre toda a série: a relação com Boyd Crowder, interpretado de forma magistral por Walton Goggins, seu amigo na juventude, mas que se tornou um dos criminosos mais procurados do condado.

Justified durou seis temporadas e está disponível na íntegra.

Seinfeld

O que dizer desta que é a maior sitcom da história e uma das melhores séries de todos os tempos? Se houvesse um pódio de seriados, Seinfeld certamente dividiria as três posições com The Wire e The Sopranos.

O quarteto Jerry Seinfeld, George Constanza, Elaine Benes e Kramer tirou sarro de tudo o que foi possível — e algumas coisas não seriam possíveis atualmente. Gays, negros, gordos, magros, índios, deficientes, carecas, homens, mulheres, crianças, cachorros, macacos, virgens, carteiros, italianos, russos... Pouca coisa escapou dos roteiros de Seinfeld.

Normalmente chamada de "a série sobre o nada", como um dos episódios a trata, Seinfeld se tornou um marco da televisão.

A série toda está disponível, as nove temporadas, os 180 episódios. Só ela já valeria a mensalidade, na verdade, um investimento. É para ligar e deixar a TV em looping.

Damages

Hoje, a grande série com advogados é Suits — assiste lá na Netflix! Mas antes de Harvey Spector e Mike Ross dominarem Manhattan com seus ternos e jogos mentais, uma série já tinha arrasado o universo jurídico.

Entre 2007 e 2012, Damages era a única série de advogados possível. Glenn Close é Patty Hewes, uma advogada bem-sucedida que contrata uma nova associada, Ellen Parsons. A trama começa com uma ação de classe contra um megainvestidor e avança, ao longo das temporadas, por sabotagens industriais, tentativas de assassinato, traições dentro da firma, tudo guiado por jogadas jurídicas e artimanhas de advogados.

Todas as quatro temporadas de Damages estão disponíveis.

INSIRA O TEXTO OU APAGUE ESSA LINHA!

The Tudors

Se a Netflix tem The Crown, que daqui a pouco estreia sua segunda temporada, a Amazon tem The Tudors, série baseada na vida de Henrique 8º.

A reprodução de época é excepcional e o roteiro cobre de 1518 até sua morte, em 1547. Religião, sexo, política, filosofia, intrigas palacianas, o espectador assiste a dramas regados com esses elementos e se vê pregado na poltrona. Impossível deixar de acompanhar as histórias da série, com personagens como Catarina de Aragão, Ana Bolena e Thomas Cromwell, além do rei Henrique, interpretado pelo premiado Jonathan Rhys Meyers.

A série completa, com suas quatro temporadas, está disponível na plataforma.

The Man in High Castle

Esta é uma série de ficção científica, baseada na obra do escritor Philip K. Dick, uma distopia que imagina um mundo em que o Eixo venceu os Aliados na 2ª Guerra Mundial.

Esse futuro alternativo é retratado 20 anos depois do conflito, em um planeta dividido entre o Império do Japão e a Alemanha nazista. As duas potências começam a entrar em tensão, o que gera consequências imprevisíveis para os Estados Unidos.

Resistência é uma palavra-chave importante para a série, que também carrega na espionagem e política.

As duas temporadas, produzidas pela Amazon, estão disponíveis na plataforma. A terceira temporada deve estrear em 2018.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.