Windows ganha recurso para permissão e bloqueio de dispositivos USB específicos

Windows ganha recurso para permissão e bloqueio de dispositivos USB específicos

Por Roseli Andrion | Editado por Claudio Yuge | 09 de Agosto de 2021 às 14h45
Felipe Freitas/Canaltech

Os ataques físicos de segurança a dispositivos com Windows 10 e Windows 11 podem estar com os dias contados — ou, pelo menos, ficarão bem mais difíceis. Nesse tipo de violação, o criminoso invade a máquina pessoalmente. Uma nova atualização vai permitir escolher quais acessórios USB podem interagir com o sistema em equipamentos fornecidos aos empregados pelas empresas.

Segundo a Microsoft, a funcionalidade garante flexibilidade e representa um aperfeiçoamento em relação a medidas anteriores. A companhia avalia que esse recurso vai ajudar a tornar o Windows 11 o sistema operacional mais seguro da empresa até hoje.

Chamada de política de grupo em camadas, a ferramenta vai permitir a especificação de particularidades. “A lista de permissões será criada pelo administrador do sistema e terá identificadores para que o equipamento saiba quais acessórios devem ser permitidos e quais devem ser bloqueados”, explica um post da Microsoft.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Imagem: Reprodução/Unsplash/Brina Blum

Para os administradores dos sistemas, essa função pode ser útil, por exemplo, para limitar o uso de armazenamento removível, como pen drives e SSDs portáteis. Com ela, vai ser mais fácil evitar que arquivos e dados sejam compartilhados com terceiros ou usados de forma inadequada. A retirada de arquivos de equipamentos monitorados é um risco de segurança para as empresas e dificulta investigações de exposições de informação.

Embora menos comuns, os ataques físicos de segurança também são facilitados quando não há controle em relação ao uso desses acessórios. Quando eles são bloqueados, por outro lado, o upload e o download de arquivos sem permissão é impedido.

O recurso já está disponível para quem instalou a atualização opcional de julho, mas nesta terça-feira (10) será incluído no pacote da Patch Tuesday. O Windows Server deve receber o update em seguida.

Fonte: TechRadar

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.