Veja como o Google usa IA na nuvem para combater ataques de negação de serviço

Veja como o Google usa IA na nuvem para combater ataques de negação de serviço

Por Felipe Gugelmin | Editado por Claudio Yuge | 20 de Julho de 2021 às 18h20
The Network Effect

O Google anunciou esta semana que vai iniciar os primeiros testes públicos de uma nova plataforma que usa o aprendizado por máquinas para detectar e evitar ataques de negação de serviço (DDoS). Oferecida para clientes corporativos, a Proteção adaptativa do Google Cloud Armor também promete proteção contra sobrecargas de HTTP e outras camadas de outra frequência.

Segundo a descrição oferecida pela empresa, sua inteligência artificial é capaz de detectar e alertas sobre atividades anômalas, gerar assinaturas descrevendo o possível ataque e criar uma regra personalizada do WAF (Web Application Firewall) para lidar com a situação. A tecnologia é a mesma que a empresa usa para proteger seus próprios sistemas, e que a ajudou a barrar ataques massivos no passado.

Imagem: Divulgação/Google

O Gerente de Produtor Emil Kiner explica que o problema de ataques DDoS cresceu exponencialmente com a criação de novas ferramentas e o surgimento de botnets que podem ser alugadas por atacantes. “Como os ataques podem vir de milhões de endereços IPs individuais, a triagem e a análise manuais para gerar e aplicar regras de bloqueio consomem muito tempo e recursos, permitindo que ataques de alto volume afetem os aplicativos”, explica.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Tecnologia disponível a todos por tempo limitado

A tecnologia baseada no aprendizado de máquina é capaz de detectar ataques DDoS de alta intensidade contra aplicativos e serviços da internet, diminuindo seus impactos e assegurando o tráfego de informações. A empresa afirma que a proteção adaptativa pode ser configura a partir da política de segurança de cada empresa, e que o recurso já está disponível para todos os assinantes do Google Cloud.

No entanto, o Google observa que isso só deve durar enquanto a proteção adaptativa do Google Cloud Armor estiver no período chamado por ela de “Visualização”. “Depois que a Proteção adaptativa estiver em disponibilidade geral, ela será disponibilizada apenas para clientes que assinarem o Cloud Armor Protection Plus”, observa.

Fonte: ZDNet, Google Cloud Blog

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.