Suécia confirma vazamento de dados pessoais de milhões de cidadãos

Por Redação | 25.07.2017 às 19:29 - atualizado em 26.07.2017 às 08:29
photo_camera Divulgação

De acordo com informações divulgadas pelo primeiro-ministro da Suécia, Stefan Lofven, dados pessoais de milhões de cidadãos suecos foram expostos pelo Governo do país nórdico.

Segundo Lofven, tudo começou em setembro de 2015, quando a Agência Sueca de Transportes iniciou a terceirização de seu banco de dados para empresas como a IBM e a NCR. Ao que tudo indica, a entidade disponibilizou todos os seus dados para os servidores das companhias, tornando-os acessíveis para quem não deveria.

Segundo o relato do primeiro-ministro, as informações expostas incluem nomes, fotos e endereços de milhões de pessoas. Como se isso já não fosse problema suficiente, entre os dados vazados estavam também a identificação de membros das forças armadas, forças especiais secretas e de suspeitos procurados pelas autoridades. Além disso, informações de cidadãos que participam de programas de proteção à testemunha, informações sobre veículos militares e especificações técnicas de pontes e estradas compunham o acervo exposto.

Durante a entrevista, o primeiro-ministro Lofven admitiu ter conhecimento da situação desde janeiro. Ainda de acordo com ele, será iniciada uma revisão das políticas internas. Apesar disso, os partidos da oposição pretendem aproveitar a brecha para questionar a confiança no governo atual. Vale lembrar que os serviços de inteligência da Sérvia e da República Checa podem estar interessados nos dados, principalmente por conta de sua posição anti-União Europeia.

Via Gizmodo