Sim, o Facebook monitora seus passos na internet, mas você pode dar um jeitinho

Por Patrícia Gnipper | 23 de Agosto de 2017 às 10h29

É isso mesmo: o Facebook acompanha muita coisa que você faz na internet, e, mesmo que você não saiba, você mesmo autorizou esse monitoramento. E mais: mesmo que você não use a rede social, ou não esteja logado nela naquele momento, ao visitar determinados sites a empresa de Mark Zuckerberg também consegue obter dados a seu respeito.

Assustador, não é mesmo? Mas saiba que você pode tomar algumas providências para minimizar essa vigilância.

Como o Facebook faz esse monitoramento?

Mesmo que você não seja do tipo de usuário que costuma dar check-ins por aí usando a rede social, os algoritmos do Facebook conseguem saber onde você está, com quem pode estar e o que pode te interessar fazer, comprar ou descobrir. Além disso, hoje em dia uma imensidão de sites disponibiliza aqueles botõezinhos “curtir” e “compartilhar” em suas páginas para facilitar a vida de quem quer curtir a fanpage daquele website ou compartilhar uma notícia sem precisar copiar e colar o link na plataforma.

Pois saiba que, ainda que você não clique nesses botões, somente visitar esses sites já permite a rede social descobrir algumas coisas sobre você. Dessa maneira, o Facebook consegue selecionar qual publicidade exibir em seu feed de notícias com base também em quais sites você costuma acessar.

Como o Facebook consegue fazer isso? Bom, quando os sites que têm botões do Facebook em suas páginas são acessados, um cookie específico é armazenado no computador do usuário. Esse arquivo guarda algumas informações a seu respeito, como o seu “ID” do Facebook, mesmo que você não esteja logado naquele momento.

E tudo isso pensando somente na rede social. Não se esqueça que a companhia Facebook também é dona de outros serviços que também rastreiam os usuários, incluindo os extremamente populares Instagram e WhatsApp. Engana-se quem pensa que, ao sair do Facebook, a “perseguição” acaba.

Mas eu não uso o Facebook!

Pois saiba que mesmo sem ter uma conta na rede social, a empresa de Zuckerberg está acumulando informações a seu respeito. Tudo graças aos sites que têm em suas páginas os plugins de “curtir” e “compartilhar” que explicamos mais acima. Ao visitá-los, mesmo que você não seja usuário do Facebook, os sistemas da rede social conseguem coletar dados de seu acesso, como endereço IP, localização, detalhes do navegador, cookies, entre outros.

E por que tanto monitoramento? A resposta é uma só: publicidade. E, consequentemente, dinheiro. Ao coletar os dados dos visitantes de páginas, a rede social consegue direcionar melhor sua publicidade, inclusive para os não-usuários.

E como posso impedir que o Facebook rastreie meus passos pela internet?

Na verdade, não existe uma maneira de impedir que o Facebook, ou qualquer outra gigante da internet, obtenha determinados dados enquanto você estiver acessando a rede. Mas é possível dar um “jeitinho” para amenizar a situação.

Você pode começar usando bloqueadores de scripts, que existem tanto em formato de software como de extensões para o navegador. Um deles é o uBlock Origin, que é fácil de usar e bloqueia scripts de redes sociais que fazem justamente esse tipo de monitoramento. A extensão existe para o Chrome, Firefox, Opera e Safari. Outra opção é o NoScript, ou o Privacy Badger, mas é importante saber que alguns dos scripts bloqueados podem restringir funções desejadas em sites que você visitar, como, por exemplo, em sites de reservas de voos. Contudo, esses serviços são personalizáveis, e, dando aquela “fuçadinha” nas configurações, você consegue controlar quais scripts devem ser liberados como uma exceção.

Outra alternativa é usar navegadores alternativos a esses tradicionais, que permitem o monitoramento do usuário. Opões como o Epic Privacy Browser, Brave e Tor garantem a privacidade e a segurança de sua navegação, ainda que ela possa acontecer um pouco mais lenta do que no Chrome ou no Firefox.

Com informações de MakeUseOf

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.