Seu provedor de Internet pode estar te vigiando

Por Redação | 05 de Setembro de 2012 às 15h25

Os provedores de serviços de Internet sabem quais sites você está visitando, por meio do rastreamento dos IPs que seu computador entra em contato. Além disso, eles também têm acesso a qualquer dado não-criptografado que você envie pela web.

Dan Auerbach, um especialista em tecnologia da Electronic Frontier Foundation, diz que o que essas empresas mais coletam são os chamados metadados - como endereços de IP e números de porta. Essas informações podem dizer com quem o usuário está se comunicando e dar uma ideia sobre os sites visitados e e-mails enviados.

O pessoal do IDGNownos lembra que os provedores até podem visualizar os sites que você visitou e também o que você escreveu em um e-mail, porém isso seria muito trabalho para pouco retorno. Além disso, existem alguns limites legais relacionados a privacidade dos dados.

Nos Estados Unidos, por exemplo, os provedores só estão autorizados a compartilhar conteúdo dos usuários com o governo. Mas não existem restrições quanto ao compartilhamento dos metadados, citados anteriormente. Geralmente os provedores mantêm as informações dos usuários por uma média de seis meses a até dois anos, explica Auerbach.

Caso você queira se proteger dessa "invasão", é importante utilizar tecnologias que criptografem seus dados enquanto você navega na Internet. Lembre-se de utilizar páginas da web seguras - com URLs que começam com https - ou uma rede privada virtual (VPN).

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.