Na China, homem é preso após ser identificado por reconhecimento facial

Por Ramon de Souza | 12 de Abril de 2018 às 18h35
Abacus News

Um cidadão chinês identificado simplesmente como Ao foi preso recentemente ao ter seu rosto identificado por sistemas de reconhecimento facial. O meliante, acusado de cometer “crimes econômicos”, decidiu ir ao show do cantor Jacky Cheung e estava crente de que disfarçar-se na multidão iria impedir que as autoridades locais o reconhecessem. De acordo com os policiais que detiveram o suspeito, havia mais de 50 mil pessoas no anfiteatro.

Ao longo dos últimos anos, o governo chinês tem investido bastante nesse tipo de tecnologia — em alguns casos, os agentes da lei são equipados com óculos inteligentes capazes de reconhecer rostos de criminosos e alertas em tempo real. Por enquanto, o equipamento está sendo usado apenas nas estações de trem da cidade de Zhengzhou e já se provou eficaz para identificar, por exemplo, imigrantes ilegais.

Ao mesmo tempo, tal postura é amplamente criticada pelos próprios cidadãos chineses, que acusam as autoridades de montar um verdadeiro banco de dados de rostos e monitorar a população de forma desnecessária. Reconhecimento facial, aliás, é um tema tão polêmico e controverso que diversos ativistas ao redor do mundo já estão trabalhando em formas de enganar tais sistemas.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Fonte: Abacus News

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.