Mais de 10 milhões de pessoas podem ter sido vítimas de anúncios maliciosos

Por Redação | 29 de Julho de 2015 às 09h07

Segundo a empresa especializada em segurança Cyphort, mais de 10 milhões de internautas teriam visto anúncios maliciosos nos últimos 10 dias e, possivelmente, tiveram seus computadores com malware. A prática de infectar computadores por meio de publicidade falsa tem sido amplamente utilizada por atacantes que pretendem ter algum tipo de benefício, incluindo roubo de dados, dos internautas desatentos.

No mês passado, a Cyphort acompanhou várias campanhas publicitárias maliciosas, que enganam os provedores de publicidade online para distribuir anúncios infectados. A partir do momento que um usuário se depara com um anúncio desse tipo, ele pode ser direcionado para outro site onde sofrerá ataque de algum malware em seu computador.

Nick Bilogorskiy, diretor de pesquisa de segurança da empresa de segurança, afirma que eles conseguiram descobrir, na última semana, que uma série de sites com alto número de tráfego ainda está carregando anúncios maliciosos, colocando a segurança de milhões de internautas em risco.

Os anúncios maliciosos estão redirecionando os internautas para sites que foram manipulados por pacotes de software que investigam e vasculham computadores a fim de encontrar vulnerabilidades de software para introduzir um malware. Tal como acontece em outros ataques, os criminosos por trás dessa prática utilizam SSL e TSL (Security Sockets Layer e Transport Layer Security), o que torna ainda mais difícil localizar a origem das ameaças.

A empresa de marketing online E-planning enviou diversos anúncios maliciosos para que a Cyphort ajudasse a corrigir o problema, segundo afirma Bilogorskiy. Essa prática mostra o quanto as agências de publicidade online estão lutando para manter intrusos fora de suas plataformas de anúncios.

Mesmo sendo submetido a um sistema de varreduras, os anúncios podem desempenhar um comportamento malicioso posteriormente. Isso acontece porque os hackers muitas vezes substituem os anúncios que foram verificados, sem que eles passem por qualquer vistoria antes de serem publicados.

Via PCWorld

Fonte: http://www.pcworld.com/article/2953452/security/over-10-million-web-surfers-possibly-exposed-to-malvertising.html#tk.rss_all

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.