Kaspersky lança versão gratuita de antivírus

Por Redação | 26 de Julho de 2017 às 13h30

A Kaspersky lançou nesta quarta-feira (26) uma versão gratuita de seu antivírus, que carrega o mesmo nome da empresa. Antes disponível apenas mediante pagamento, a solução de segurança poderá ser baixada por qualquer usuário de Windows, sendo compatível com versões do XP ao 10. O lançamento, entretanto, ainda não está disponível no Brasil, algo que pode acontecer em breve.

Por enquanto, o software de proteção pode ser baixado por usuários dos Estados Unidos, Canadá e alguns países da Ásia. O Kaspersky Free, como foi batizado, oferece proteção básica contra malwares, além de trazer sistemas de detecção em tempo real de ameaças, tudo sem a exibição de anúncios. Atualizações também são de graça, assim como o acesso ao banco de dados de pragas virtuais.

Tela da versão gratuita do antivírus Kaspersky.

De acordo com a companhia, a ideia é não apenas garantir que qualquer usuário da rede tenha proteção adequada contra ameaças, mas também incrementar seus sistemas de machine learning. Ao detectar comportamentos online e também as pragas mais comuns que podem tentar infectar as máquinas, a Kaspersky deseja melhorar ainda mais seus serviços, tornando a proteção fornecida tanto a usuários gratuitos quanto pagantes cada vez melhor.

A versão paga permanece com os recursos adicionais, como controles parentais, VPNs e sistemas de proteção a pagamentos online, além de a extensão da assinatura também para as versões do aplicativo para sistemas Android. Tais usuários, informa a empresa, também se beneficiarão das vantagens trazidas pela chegada de utilizadores da versão gratuita ao ecossistema.

O lançamento acontece de forma segmentada para evitar problemas. A empresa deseja lançar a solução de segurança em todos os territórios em que atua, o que inclui o Brasil, mas não deu uma data de expansão para novas regiões.

Relações “perigosas”

Eugene Kaspersky, CEO da empresa, aproveitou a ocasião do lançamento para rebater críticas feitas pela imprensa americana. O software é de origem russa e relatos recentes levantaram suspeitas sobre as relações entre a companhia e o governo Putin, principalmente no que toca trabalhos com os serviços de inteligência do país. O executivo afirma que seus softwares detectam todo tipo de ameaça, independentemente de suas origens ou intenções.

Além disso, Kaspersky disse que, “por mais que muitos não gostem disso”, sua solução é uma das mais completas e seguras do mercado. Ele nega qualquer relação com o governo da Rússia.

Fonte: Kaspersky

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.