Kaspersky Lab desmente notícias falsas populares que circulam sobre a empresa

Por Natalie Rosa | 25 de Julho de 2018 às 10h57
Divulgação/Kaspersky Lab
Tudo sobre

Kaspersky

Para desmentir notícias falsas que há anos circulam sobre a Kaspersky Lab, a empresa publicou uma matéria em seu blog desmistificando essas informações.

A companhia de segurança cita os três maiores mitos sobre o seu trabalho e explica cada um deles:

Mito 1: O antivírus da Kaspersky Lab reduz a performance

Segundo a empresa, esse mito diz que seus antivírus consomem tanta capacidade de processamento do dispositivo que não o usuário não consegue fazer mais nada. No entanto, a Kaspersky Lab se defende e diz que seus produtos já foram assim, até meados de 2006, e que, com o lançamento da versão 6.0 e um novo mecanismo, os softwares hoje afetam a performance do sistema de forma mínima.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Mito 2: Envolvimento da Kaspersky Lab com a KGB

Outro rumor sobre a empresa diz que ela teria envolvimento com a KGB, organização de serviços secretos da antiga União Soviética. Segundo os boatos, a fundação da Kaspersky se deu única e exclusivamente para desenvolver armas cibernéticas e rastrear usuários para a KGB, dizendo ainda que Eugene Kaspersky, cofundador e CEO da empresa, havia sido treinado em uma escola da organização.

No entanto, como explica a matéria, isso não seria possível, visto que a KGB deixou de existir em 1991 e a Kaspersky Lab foi fundada em 1997.

Em relação ao FSB, Serviço Federal de Segurança fundado na Rússia após a KGB, a Kaspersky diz que os objetivos da nova organização eram apenas biológicos, não sendo possível haver um envolvimento.

A companhia ainda se defende dizendo que tem o papel de ajudar na investigação de crimes em parceria com outras organizações, como a Interpol, e que qualquer outro tipo de colaboração não corresponde a seus princípios.

Mito 3: A Kaspersky Lab seria criadora de vírus

A última lenda urbana envolvendo a Kaspersky Lab diz que a empresa é responsável pela criação de vírus para, assim, vender seus produtos.

A empresa se justifica afirmando que esse processo causaria um grande problema na reputação da empresa e que, se fosse verdade, eles já teriam sido descobertos.

Fonte: Blog Kaspersky Lab

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.