Justiça tira do ar site que divulgava o CPF das pessoas

Por Redação | 07.05.2015 às 14:28

A mais recente preocupação dos brasileiros com relação à divulgação livre de seus dados pela internet chegou ao final nesta quinta-feira (7), quando autoridades tiraram do ar o site Nomes Brasil. A página foi retirada da rede após o serviço de hospedagem que a servia, o GoDaddy, ter recebido uma notificação do Ministério da Justiça.

No serviço, que era gratuito e estava disponível a todos, era possível realizar uma busca por nome e obter o CPF do pesquisado. Os dados pessoais, unidos a outros que poderiam ser facilmente obtidos por redes sociais e outros meios de engenharia social, poderia levar a fraudes e golpes.

A polêmica em relação ao Nomes Brasil ganhou grande força pelas redes sociais, nas quais usuários indignados compartilhavam o site solicitando sua remoção imediata do ar. Inicialmente, cogitou-se que o banco de dados disponível online tivesse sido vazado da Receita Federal ou outros órgãos públicos, uma hipótese rapidamente descartada pelas próprias autoridades.

Nem todos os cidadãos brasileiros apareciam como resultado no serviço e, em alguns casos, os dados apresentados eram incorretos. Ainda assim, a situação era desconfortável o suficiente para quem aparecia por lá e, acima de tudo, ilegal, já que a disponibilização dos dados dessa maneira infringia não apenas a constituição, mas também o recém-aprovado Marco Civil da Internet.

Desde o surgimento da polêmica, os representantes do serviço não se pronunciaram sobre o assunto. Não se sabe, também, se eles serão acionados judicialmente pela divulgação dos dados.

Via: IDG Now