Internet das Coisas deverá contar com mercado negro de bilhões de euros

Por Redação | 18 de Janeiro de 2016 às 09h10

A Internet das Coisas (IoT) está ganhando atenção à medida que tecnologias estão sendo implementadas nos mais variados eletrodomésticos para o lar. Mas, junto com este crescimento aparecem as ameaças de segurança. Em seu novo relatório, "Unexpected Implications Arising from the Internet of Things", o Gartner prevê um cenário nada animador para a segurança dos dispositivos IoT.

Segundo previsões, em 2020 haverá um mercado negro para este segmento da tecnologia e ele valerá aproximadamente 5 bilhões de euros. "A natureza das soluções IoT, a forma como são implementadas e o tipo de dados que gerenciam e consomem estão dando origem a novas implicações de segurança e privacidade que as empresas precisam endereçar", explica a consultoria. "Este é um risco que está crescendo rapidamente, trazendo complexidades desconhecidas à maioria dos líderes de negócio e tecnologia".

A integridade dos dados captados na IoT será de extrema importância em decisões pessoais e de negócio, segundo o analista Ted Friedman. "Um mercado negro para dados de sensores e vídeos falsos ou corrompidos significa que as informações poderão ficar comprometidas ou ser substituídas por dados imprecisos ou deliberadamente manipulados. Este cenário vai impulsionar o crescimento de produtos e serviços, resultando em uma discussão pública extensa sobre o futuro da privacidade", explica Friedman.

O relatório também mostra que 75% dos projetos IoT irão demorar mais do dobro de tempo previsto inicialmente durante os próximos dois anos. A estimativa é que três em cada quatro projetos sofram atrasos significativos, com custos associados. "No médio e longo prazo, estas cedências vão requerer que o projeto seja refeito", diz o analista.

O aumento considerável dos custos de segurança devido à IoT também é apontado pelo relatório do Gartner. O orçamento de segurança das empresas reservado à IoT passará de 1% em 2015 para 20% em quatro anos. "A maioria dos fabricantes e serviços de cibersegurança já está desenvolvendo um calendário e arquiteturas de segurança para a IoT, antecipando a oportunidade de mercado", diz o VP de pesquisa Earl Perkins. Startups do segmento de segurança para produtos da IoT certamente serão de grande valia neste processo.

Via Gartner

Fonte: http://www.bitmag.com.br/2016/01/gartner-preve-o-surgimento-de-um-mercado-negro-na-iot/

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.