Imprensa culpa Snowden e seu incentivo a criptografia pelos atentados em Paris

Por Redação | 16 de Novembro de 2015 às 09h52
photo_camera Wired

Foram pelo menos 128 vidas ceifadas em um dos maiores ataques terroristas do mundo ocidental nos últimos anos. Boa parte dessa culpa está sendo direcionada ao fato da inteligência francesa não ter obtido qualquer informação sobre o planejamento dos ataques simultâneos. Muitos têm culpado Edward Snowden e sua propagação pelo uso da criptografia por isso.

O ataque em Paris está trazendo as "guerras de criptografia" novamente ao centro das atenções. As "guerras de criptografia" refere-se a uma batalha política de décadas sobre a legalidade e a popularidade da criptografia em todo mundo.

Nos últimos anos, desde que Snowden revelou documentos da espionagem feita pelos governos ocidentais, a forte criptografia se tornou uma maneira cada vez mais popular para as pessoas protegerem suas atividades na internet a partir de olhares indiscretos. A criptografia atualmente pode ser utilizada por todos, desde sites de comércio eletrônico ou ativistas de direitos humanos até soldados norte-americanos ou terroristas.

Na Fox News, a ex-secretária de imprensa de George W. Bush, Dana Perino, criticou diretamente os incentivos de Snowden a criptografia. Não há sinal de como os ataques de sexta-feira foram coordenados e executados. Também não está claro quem exatamente realizou os ataques que ceifaram centenas de vidas, apesar do Estado Islâmico ter assumido a autoria dos atentados.

Em resposta aos ataques em janeiro de 2015 ao Charlie Hebdo, a França adotou uma das leis de vigilância mais agressivas do mundo ocidental, o que não foi suficiente para eliminar ou prevenir os ataques. Não há informações públicas sobre o planejamento por trás dos ataques, mas são grandes as chances da criptografia ter ajudado na coordenação privada da ação.

Via The Daily Dot

Fonte: http://www.dailydot.com/politics/paris-attack-encryption-snowden/?fb=dd

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.