Hotel de Donald Trump no Brasil é alvo de ataque hacker

Por Redação | 13.07.2017 às 11:17

A rede hoteleira de Donald Trump foi vítima de mais um ataque hacker, que resultou na obtenção de dados dos cartões de crédito dos hóspedes pelos criminosos – inclusive em sua unidade no Brasil. A brecha, na verdade, se originou nos sistemas da Sabre, uma empresa terceirizada que opera plataformas de reservas e pagamentos não apenas para a cadeia de hotelaria, mas também para diversas outras empresas do ramo de viagens.

O vazamento foi parte de uma operação que se estendeu ao longo de todo o último ano, com três tentativas de invasão. As duas primeiras aconteceram em agosto do ano passado e em março de 2017, mas foram malsucedidas. Agora, entretanto, os hackers obtiveram acesso aos dados dos clientes, incluindo códigos de segurança, o que pode levar à clonagem de cartões e compras indevidas pela internet.

A rede Trump Hotels confirmou o ataque, mas não disse quantos clientes foram afetados nem se estaria entrando em contato direto com eles. A Sabre, entretanto, disse que cerca de 15% da base de hóspedes foi atingida. Ao todo, 14 unidades foram afetadas pelo golpe, incluindo a do Brasil, que fica na cidade do Rio de Janeiro. O golpe também afetou filiais nos Estados Unidos, Canadá e Panamá.

Outras empresas hoteleiras, como o Hard Rock Hotel & Casino, em Las Vegas, ou filiais do 21 Loews Hotels, além de agências de turismo e companhias que trabalham com reservas de voos e hospedagem, também teriam sido afetadas pelo ataque. Em tais casos, porém, os dados de usuários não teriam sido roubados, uma vez que o golpe seria direcionado especificamente à companhia do atual presidente norte-americano.

Como se trata de uma cadeia de hotéis de luxo, o caso merece ainda mais atenção devido ao fato de muitos de seus clientes serem celebridades, políticos, altos executivos e outras pessoas com grande poder aquisitivo. Os dados pessoais desses alvos de alto perfil acabam sendo comercializados pelos criminosos, levando a tentativas de fraude e outros golpes.

A Trump Hotels afirmou estar trabalhando ao lado da Saber para intensificar a segurança das informações dos clientes e garantir que os reflexos do ataque sejam os menores possíveis. A companhia já foi multada em US$ 50 mil por não informar os usuários afetados sobre o roubo de suas informações pessoais em outro ataque realizado em 2014.

Fonte: Trump Hotels,