Google teria demitido dezenas de funcionários por acesso indevido a dados

Google teria demitido dezenas de funcionários por acesso indevido a dados

Por Felipe Demartini | Editado por Claudio Yuge | 05 de Agosto de 2021 às 19h00
firmbee/Unsplash

Pelo menos 80 funcionários do Google foram demitidos nos últimos três anos por usarem de forma indevida o acesso aos dados de usuários de soluções da empresa ou de outros trabalhadores dela. Essa estimativa aparece em documentos vazados e relatos de colaboradores da gigante, e mostram que o problema, apesar de ter números baixos, ainda pode ser o "Calcanhar de Aquiles" para grandes companhias de tecnologia, que têm essas informações como o centro nervoso de suas atividades.

As revelações feitas pelo site Motherboard indicam a demissão de 36 pessoas, no ano passado, devido a incidentes relacionados à segurança; em 2019, foram 26 colaboradores, enquanto em 2018 o total foi de 18. E mais: 86% de todos os casos envolveram o mau uso de informações confidenciais ou abuso do nível de acesso, o que também inclui o compartilhamento com gente de fora da própria companhia.

São circunstâncias graves, mas que representam uma parcela minoritária, ainda que importante, do total de ocorrências avaliadas pelo Google. De acordo com os dados, 10% dos incidentes de segurança analisados pela companhia em 2020 estão relacionados ao uso indevido dos sistemas. Os casos envolvem a disponibilização de informações a terceiros, a modificação ou apagamento de dados internos, circunstâncias que vão contra as políticas do grupo; e, por conta disso, resultam em demissões.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Em resposta, o Google afirmou que a maior parte dos incidentes relatados nos documentos não estão relacionados a dados pessoais de usuários ou outros funcionários, mas sim, de informações confidenciais da própria empresa, relacionada a dados de acesso ou segredos industriais. A empresa, também, ressaltou que o número de violações de acesso, sejam feitas de forma deliberada ou acidental, é baixo e vem caindo ano após ano.

Por meio de porta-voz, a empresa ressaltou ainda que usa tecnologias de segurança para garantir que os funcionários tenham acesso apenas aos dados que precisam para suas atividades. Além disso, há monitoramento constante quanto ao uso das informações e treinamentos relacionados a isso, com números sendo publicados de forma transparente, assim como o resultado de investigações relacionadas ao mau uso.

Fonte: Motherboard

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.