Golpe envolvendo e-mails corporativos já causou prejuízo de US$ 2,3 bilhões

Por Redação | 08 de Abril de 2016 às 12h20

Empresas vítimas de um golpe envolvendo pedidos de transferências via e-mail já perderam US$ 2,3 bilhões de outubro de 2013 a fevereiro deste ano, segundo informa o FBI. Os fraudadores estão utilizando e-mails corporativos para se passarem por executivos e ordenarem que profissionais das companhias façam transferências em dinheiro para contas bancárias controladas por criminosos.

Citando relatórios de órgãos de justiça de todo o mundo, o FBI afirmou que o caso já envolveu mais de 17 mil empresas de todos os tamanhos espalhadas por 79 países. Especialistas em segurança cibernética alertam que esse tipo de golpe está em ascensão, mas que a extensão dos prejuízos ainda não havia sido divulgada.

"O risco é baixo e o crime é de alta recompensa. Vai continuar a piorar antes de melhorar", disse Tom Brown, ex-promotor federal em Manhattan. De acordo com o FBI, os fraudadores falsificam contas de e-mail das empresas e utilizam outros métodos para enganar os funcionários para que eles acreditem estar recebendo pedidos de transferência de dinheiro de CEOs, advogados ou fornecedores confiáveis.

"Eles pesquisam funcionários que gerenciam o dinheiro e utilizam a linguagem específica da empresa e, em seguida, solicitam uma transferência de fraude eletrônica usando valores que dão legitimidade a ação", disse o bureau. As empresas mais visadas pelos criminosos são as que trabalham com fornecedores estrangeiros ou regularmente realizam transferências bancárias.

Segundo a polícia norte-americana, foi observado um aumento de 270% nas vítimas identificadas e expostas a perdas financeiras desde janeiro de 2015. Para Brown, o golpe mostra que "a interceptação de uma conta de e-mail pode causar perda financeira significativa".

Via VentureBeat

Fonte: http://venturebeat.com/2016/04/08/cyber-fraudsters-reap-2-3-billion-through-email-wire-transfer-scams/

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.