FBI mentiu em relação ao número de celulares que não consegue desbloquear

Por Ramon de Souza | 24 de Maio de 2018 às 08h13

Ao defender a existência de “backdoors governamentais” que o permitam desbloquear celulares para investigações, o FBI sempre citou um número perturbador para se referir à quantia de aparelhos que ele seria incapaz de acessar: nada menos do que 7.800 gadgets. Porém, de acordo com informações do Washington Post, o órgão esteve mentindo esse tempo todo, sendo incapaz de desbloquear apenas menos de 2 mil aparelhos.

A revelação veio poucos dias depois que a Electronic Frontier Foundation (EFF), uma ONG que atua na proteção dos direitos digitais, começou a questionar publicamente a informação concedida pela agência. Embora o jornal não revele suas fontes, ele defende ter certeza de que o real número de gadgets seja algo “entre mil e 2 mil”, sendo que a quantia exata mais provável é de 1.200. Uma auditoria será feita para apurar a informação.

Em um comunicado oficial, o FBI se defendeu dizendo que tal número inflado derivou de “um erro de programação”. Ainda assim, a agência continua insistindo que criptografia demais “é um sério problema” para as autoridades e afirma que continuará procurando uma solução “que permita aos agentes da lei acessar atividades criminais com a autoridade legal apropriada”.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Fonte: The Verge, The Washington Post

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.