Facebook registra ação contra 2 desenvolvedores por simular cliques em anúncios

Por Se Hyeon Oh | 07 de Agosto de 2019 às 08h22
Shutterstock

O Facebook anunciou nesta terça-feira (6), através de seu blog oficial, que registrou ações judiciais contra dois desenvolvedores de aplicativos — o LionMobi, de Hong Kong; e JediMobi, de Cingapura — alegando que eles estavam gerando receitas fraudulentas através da plataforma de publicidade da empresa.

Jessica Romero, diretora da gigante das redes sociais, explica que os desenvolvedores disponibilizaram aplicativos na Google Play Store para infectar os smartphones de incautos com malware. Essa praga, por sua vez, clicava nos anúncios do Facebook sem o consentimento dos usuários. Com isso, os desenvolvedores conseguiam aumentar a quantidade de receita proveniente dos anúncios, mas de maneira fraudulenta.

Pesquisadores de segurança observam que essa é uma das práticas mais comuns na atualidade para obter ganhos indevidos, com aplicativos indesejados ou fáceis de fazer sendo baixados milhões de vezes, enquanto, em segundo plano, clicam em anúncios invisíveis sem o conhecimento das pessoas.

Por fim, o Facebook revelou que todos os anunciantes impactados foram devidamente reembolsados em março de 2019, além de cancelar a conta dos dois meliantes.

Fonte: Newsroom (Facebook)Tech Crunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.