Especialistas emitem mais um alerta sobre versões falsas de Pokémon GO

Por Redação | 21.07.2016 às 11:56
photo_camera Divulgação

Mais um dia, mais uma expectativa quebrada para os fãs brasileiros que tanto aguardam a chegada de Pokémon GO por aqui. Enquanto o jogo desenvolvido pela Niantic em parceria com a Nintendo não desembarca no Brasil, entretanto, hackers estão usando a ansiedade dos usuários nacionais para praticar golpes, roubando dados e dinheiro.

O alerta foi emitido pela ESET e fala sobre versões falsas de Pokémon GO que tem como intuito abrir as portas para cibercriminosos. Com foco no Android, alguns dos aplicativos identificados pelos especialistas em segurança estão disponíveis até mesmo na loja oficial do Google, a Play Store, tentando se passar pelo game legítimo.

É o caso, por exemplo, de Pokémon Go Ultimate, que afirma ser uma versão “desbloqueada” do game, funcional até mesmo nos países em que ele não está disponível e com tudo liberado, sem as microtransações para compra de itens. Na realidade, sua instalação leva a um travamento instantâneo da tela, e, após a reinicialização do dispositivo, fica rodando em segundo plano, exibindo anúncios onde eles não deveriam estar e realizando cliques contra a vontade do usuário, de forma a gerar renda para os hackers.

A tática do terror, por outro lado, é usada pelos softwares Install Pokémongo e Guide & Cheats for Pokémon Go. Enquanto o primeiro promete liberar o game em qualquer país, o segundo diz ser capaz de burlá-lo, gerando itens, ovos e até mesmo a aparição de monstrinhos em lugares onde eles não deveriam estar. Ambos, entretanto, querem levar o usuário a assinar serviços via SMS.

Nos dois casos, o incauto começa a ver anúncios e mensagens indicando que seu aparelho está infectado com malware. Em alguns casos, uma assinatura – cobrada, claro – é requerida, enquanto em outros uma falsa verificação requer que a vítima insira seus dados do Google, o que leva não apenas à compra de aplicativos contra a vontade como também ao roubo de dados, principalmente bancários. A promessa é sempre de uma limpeza no dispositivo, quando o que ocorre é exatamente o contrário.

A ESET alerta ainda para o perigo de baixar Pokémon GO fora da Google Play Store. Versões modificadas do game estão circulando por sites e serviços de torrent e trazem malwares embarcados, capazes de sequestrarem o celular em troca de dinheiro, ou criarem portas de entrada remotas para roubo de dados e espionagem.

A dica para se proteger é baixar apenas a versão oficial de Pokémon GO. Ela sempre será o primeiro resultado na busca pela Google Play Store, e a única a ter a Niantic Inc. como produtora, além do selo de “Top desenvolvedor”. Além disso, sempre é uma boa manter soluções de proteção instaladas e atualizadas no smartphone, de forma a evitar potenciais ameaças de segurança.

Fonte: ESET