Cocoon, o aparelho que analisa o som ambiente para dizer se há algum perigo

Por Redação | 11 de Abril de 2016 às 22h29
photo_camera Reprodução/Forbes

Nada de cercas elétricas, cachorros raivosos ou sistema complexo de segurança. A nova aposta de uma empresa inglesa é o Cocoon, que promete ser uma nova experiência em proteção de casa, isso porque o destravamento de casas e estabelecimentos acontece de maneira diferente com este dispositivo.

O Cocoon é um aparelho inteligente que capta os sons que você produz enquanto está em casa e cria uma identidade digital sonora para você. Assim, sempre que você está em casa, ele sabe que é você através dos sons costumeiros que você produz. Porém, se alguém entrar na sua moradia quando você estiver fora, ele saberá que é um intruso pela falta de identificação com a assinatura sonora criada pelo dispositivo.

A tecnologia dentro deste pequeno aparelho (que cabe na palma da mão) é uma combinação entre detecção de infrasom (som de baixa frequência), aprendizado de máquina e geolocalização, que juntos criam uma identidade digital e sonora da sua casa. Ao invés de um mapa de calor, o aparelho configura um mapa de som.

O Cocoon permanece conectado a seu smartphone e usa geolocalização para saber quem está dentro ou fora de casa. Após observar os movimentos dos moradores por alguns dias, ele cria um horário em relação aos seus movimentos na casa.

Seguindo o raciocínio, o dispositivo sabe de tudo que ocorre ao redor do recinto, desde a hora que os vizinhos barulhentos chegam em casa, até aquele assalto à geladeira que você sempre faz todas as noites.

Sempre que um padrão sonoro sai fora do normal para o ambiente, o Cocoon o detecta e determina o nível de preocupação que ele pode causar, ou seja, o quão provável este novo som pode acontecer na sua casa sem que seja algo alarmante. Essa análise leva em consideração o histórico de atividades recentes do local. Se as coisas fogem do controle, ele aciona a polícia automaticamente.

Ainda não se sabe quando o Cocoon entra no mercado, nem seu valor.

Via Forbes

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.