Em um dia, 300 mil brasileiros caem em golpe de ovo de Páscoa grátis no WhatsApp

Por Redação | 07 de Abril de 2017 às 12h15
photo_camera Divulgação

Nem em época de Páscoa os cibercriminosos deixam de atacar. Prova disso é que os bandidos estão usando um novo golpe que promete ovos de páscoa e outros produtos grátis para infectar os PCs e smartphones das vítimas e roubar informações pessoais.

De acordo com a PSafe, usuários têm recebido de contatos conhecidos ou de grupos do WhatsApp mensagens com um convite para participar de uma promoção. Ao clicar no link da falsa campanha, eles são direcionados para uma página na qual devem responder três perguntas relacionadas à fabricante Kopenhagen, uma das marcas afetadas pelo golpe dos criminosos.

Depois de responder as questões, os internautas se deparam com uma mensagem sugerindo que eles compartilhem o link do cupom com outros dez amigos ou grupos via WhatsApp. Feito isso, a página fraudulenta afirma ser necessário se cadastrar em alguns sites maliciosos, mas que se passam por verdadeiros, ou baixar vírus disfarçados de aplicativos de celular. Só então a página dá um cupom de presente - que é falso - para que as vítimas retirem um ovo Língua de Gato nas lojas da Kopenhagen.

Para não levantar suspeitas, os crackers até montaram uma área com falsos comentários elogiando a promoção, o que leva muitas vítimas a acreditarem que a oferta é verdadeira. Segundo Emilio Simoni, gerente de segurança da PSafe, o esquema já afetou mais de 300 mil brasileiros em apenas 24 horas.

"Essa falsa campanha apresentou uma rápida curva de crescimento na quantidade de acessos nas últimas 24 horas, o que nos leva a crer que os cibercriminosos estão fazendo sua divulgação por meio de propagandas incentivadas em outras plataformas além do aplicativo de mensagens instantâneas", destacou Simoni.

Por meio de sua fan page no Facebook, a Kopenhagen declarou que é falsa a informação sobre a promoção que dará ovos de páscoa Língua de Gato. "Orientamos os usuários a deletarem a mensagem e não clicar no link que supostamente os direcionaria a uma pesquisa. Trata-se de um golpe que pode instalar um vírus em computadores e smartphones, deixando as informações dos usuários vulneráveis", disse.

Além da Kopenhagen, outra marca que tem sido usada pelos cibercriminosos nesta Páscoa é a empresa de perfumes O Boticário. Circula nas redes sociais uma mensagem que promete um vale-presente de R$ 500 nas lojas da companhia, mas trata-se de uma falsa campanha que pode encaminhar os usuários para sites que roubam dados pessoais e instalam vírus nos aparelhos. A PSafe afirma que, nos últimos seis dias, 70 mil pessoas caíram no golpe.

Fontes: Gazetaweb, B!T Magazine, Kopenhagen (Facebook)

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!