Dropbox quer dar mais espaço para usuários que melhorarem segurança

Por Redação | 03.07.2015 às 11:12

Por mais que se fale todos os dias na imprensa sobre os perigos do mundo digital e boa parte dos serviços online já possuam ferramentas avançadas de proteção, ainda são poucos os usuários que realmente se preocupam com isso. Para o Dropbox, se trata de uma questão de consciência e é justamente isso que a empresa pretende mudar, dando espaço extra de armazenamento para quem melhorar a própria segurança.

A ideia ainda é um projeto e não tem data para ser colocada em prática. Mas, segundo a empresa, o objetivo é incentivar, principalmente, a autenticação em duas etapas, que exige não apenas e-mail e senha, mas também um código enviado por celular ou validação de biometria para acesso aos dados. A função está disponível no Dropbox desde 2012, mas não são muitos os usuários que efetivamente a utilizam.

Para a companhia, se trata não apenas de desinformação, mas de falta de interesse. Muita gente acredita que, como indivíduo, não será alvo de golpes online ou tentativas de invasão, achando que isso acontece somente com grandes empresas ou celebridades. É hora de dar um incentivo para mudança de pensamento.

O Dropbox pensa também em focar não apenas na autenticação em duas etapas, mas também em uma checagem completa das contas dos usuários. Por meio de um processo amigável, eles seriam incentivados a observar todas as configurações de proteção que estão ativadas, de que forma seus dispositivos realizam o compartilhamento com a nuvem e a qualidade de sua senha. Caso faça mudanças ou ative recursos adicionais, ganhariam mais espaço para utilizar.

É uma ideia que já foi aplicada pelo Google, por exemplo, em alguns territórios. De forma a levar os internautas a realizarem uma checagem de segurança em suas contas, a empresa ofereceu 2 GB de armazenamento extra no Drive, uma oferta que durou tempo limitado e foi considerada um sucesso.

Por enquanto, o Dropbox não confirmou se a ideia realmente vai entrar em vigor nem a quantidade de espaço que pode ser oferecida para os usuários. Hoje, a empresa trabalha com um plano gratuito que dá 2 GB de armazenamento gratuito, com opções de 1 TB por US$ 10 mensais (cerca de R$ 30), ou US$ 15 mensais, aproximadamente R$ 45, por um serviço sem limites.

Fonte: VentureBeat