Descoberto o primeiro malware do ano para o sistema operacional macOS

Por Redação | 23 de Janeiro de 2017 às 14h17

A empresa de segurança MalwareBytes Labs anunciou a detecção do primeiro malware para o sistema operacional oficial dos computadores da Apple, macOS, em 2017. Denominado Fruitfly, o malware foi descoberto por acaso por um administrador de sistemas ao ver um estranho movimento no tráfego de rede de um determinado Mac.

A investigação levou à descoberta de um pedaço de malware que parece ter sido na realidade, não detectado, por algum tempo, e que existia em computadores de centros de pesquisa biomédica. O seu funcionamento é parecido com outras vulnerabilidades: roubar dados dos usuários e enviá-los para um ponto central para depois serem usados. Ele pode ser uma cópia de um outro malware que é conhecido desde 2014 e que tem um comportamento similar, ainda segundo a MalwareBytes Labs.

Do que pôde ser observado, este malware consegue capturar imagens da utilização do macOS, revelando assim a utilização que é dada a qualquer uma das máquinas infectadas. Algo anormal neste malware, no entanto, é a idade do código usado. Algumas das partes do código usam funções que são anteriores às primeiras versões do sistema operacional para Macs, da Apple. Estas são usadas na criação de imagens, algo em que este software se baseia.

Apesar do perigo, a Apple já tem conhecimento deste problema e lançou inclusive uma atualização de segurança para corrigir o Fruitfly. Vale lembrar também a maioria das soluções antimalware e antivírus já têm a capacidade de detectar e corrigir esta ameaça.

Fonte: MalwareBytes Labs

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.