Descoberto novo malware que pode infectar quase 90% dos dispositivos Android

Por Redação | 24.06.2016 às 11:09 - atualizado em 24.06.2016 às 18:58

Um novo conjunto de softwares maliciosos, que pode infectar quase 90% dos dispositivos Android, foi descoberto nesta semana pela TrendMicro, empresa especializada em segurança virtual. De acordo com a firma de segurança, o vírus tem a capacidade de afetar todos os aparelhos que rodam até a versão 5.1 Lollipop do sistema operacional do Google.

Denominado de Godness, o vírus é uma sobra de um kit de exploração que já se aproveitou das vulnerabilidades de mais de 850 mil aparelhos ao redor do mundo. O malware utiliza-se de uma estrutura de código aberto conhecida como "android-rooting-tools" para dar acesso remoto a cibercriminosos ou pessoas mal-intencionadas. Com isso, ele é capaz de receber instruções remotas para baixar aplicativos ou outros softwares para se aproveitar dos aparelhos dos incautos com o objetivo de rodar publicidade indevidamente ou até mesmo instalar aplicativos que roubam informações pessoais.

O malware consegue se espalhar de maneira rápida devido a vários aplicativos maliciosos que estão disponíveis até mesmo na Google Play, desde aplicativos de lanterna aos que prometem gerenciar redes Wi-Fi, além de vários outros. Os principais países afetados pelo vírus são Índia, Indonésia, Tailândia, Filipinas e Malásia. O Brasil não consta entre os dez países com maior número de aparelhos infectados, mas é bom ficar alerta.

"Encontramos vários aplicativos na Google Play que contêm esse código malicioso", afirmou a TrendMicro. "Por exemplo, um app malicioso de lanterna na Google Play chamado 'Summer Flashlight' continha o código malicioso Godness".

A empresa também lembrou que outros aplicativos inofensivos que estão presentes na loja de apps do Google possuem clones maliciosos que não estão na Google Play, alertando aos usuários que tomem cuidado ao fazer downloads de APKs ou de versões que não sejam oficiais.

Fonte: TrendMicro