De novo: golpe no WhatsApp usa Dia dos Namorados para infectar usuários

Por Patrícia Gnipper | 07 de Junho de 2018 às 17h10

Todo ano a mesma novela: a cada data comercial que chega, cibercriminosos se aproveitam da ingenuidade da população para aplicar golpes na internet prometendo promoções aparentemente imperdíveis, e até mesmo falsos sorteios de produtos gratuitos, usando nomes de marcas famosas como atrativo. E é exatamente o que está acontecendo mais uma vez com a aproximação do Dia dos Namorados de 2018.

Segundo a PSafe, empresa de segurança para smartphones, pelo menos 40 mil usuários já caíram no novo golpe, que dissemina uma falsa promoção do O Boticário com sua linha Glamour de produtos. A mensagem promete como brinde um kit de perfumes, fornecendo um link malicioso com a promoção.

Ao clicar, o usuário se depara com três perguntas para que a promoção seja ativada: "você gostaria de ganhar um kit masculino ou feminino?", "o kit é para uso próprio ou presente para o namorado(a)?" e "você indicaria nossa promoção para amigos ou familiares?".

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Então, após as respostas, a página pede que o usuário compartilhe a falsa promoção com 30 amigos ou grupos no WhatsApp. Feito isso, a vítima acaba baixando um malware em seu smartphone ou tablet. E, para enganar o pessoal e se passar por uma promoção de verdade, a tal página ainda exibe comentários supostamente feitos por usuários do Facebook que já teriam recebido seus brindes.

Essa tática já é manjada, mas ainda afeta muita gente desavisada por aí. Para se proteger, além de ter aplicativos de segurança instalados no aparelho, é essencial que o usuário desconfie de "almoços grátis". Sim, grandes marcas vez ou outra fazem promoções do tipo, mas dificilmente uma empresa fará uma campanha do tipo pelo mensageiro sem divulgá-la em seus sites e redes sociais. Além disso, ao acessar um link que supostamente traz alguma promoção do tipo, basta se atentar à URL da página para, rapidamente, descobrir que ela não faz parte do site verdadeiro de tal empresa.

Fonte: UOL

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.