Criminosos usam ameaças de bomba para receber bitcoins

Criminosos usam ameaças de bomba para receber bitcoins

Por Felipe Demartini | 14 de Dezembro de 2018 às 11h39
DepositPhotos

Em um mundo como o nosso, até mesmo piadinhas aparentemente inocentes podem ser transformadas em incidentes de segurança. Sendo assim, imagine receber, por e-mail, o aviso de que um homem instalou bombas em seu local de trabalho e está pronto para as detonar caso você não realize um pagamento em dinheiro. Apenas a ameaça, recebida por e-mail por diversas empresas, instituições e órgãos governamentais nesta quinta-feira (13), gerou uma onda de evacuações e interrupções de serviços nos EUA e Canadá.

Hospitais, escolas e órgãos federais foram fechados e os funcionários, alunos e cidadãos foram orientados a irem para suas casas. O departamento de transportes de São Francisco também fechou, assim como o Centro Comunitário Judaico da cidade. Os escritórios da Infinity Ward, desenvolvedora da série Call of Duty, também foram esvaziados. Todos teriam recebido a mesma mensagem por meio de e-mails corporativos disponíveis publicamente. Um golpe coordenado para recebimento de valores em bitcoins.

Na mensagem, o criminoso afirma que a bomba instalada no prédio está escondida e é bem pequena, incapaz de destruir o edifício estruturalmente, mas podendo matar muita gente. Um contato do bandido estaria de olho na movimentação e pronto para detonar o explosivo caso as autoridades sejam contatadas ou alertas sejam feitos aos funcionários, de forma a causar pânico ou evacuação.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O resgate para evitar o ataque é de US$ 20 mil, que deveria ser transferido até o final do dia para uma carteira indicada na mensagem. No texto, o criminoso ainda afirma se tratar de “apenas negócios”, com outras companhias também recebendo a mesma ameaça. Ele ainda ironiza, afirmando não se importar caso algumas bombas explodam, pois isso fará com que outras empresas sejam mais ágeis em realizar o pagamento.

O mais interessante da mensagem, entretanto, é o alerta ao final dela, dedicado às autoridades. “Nós não somos terroristas e não nos responsabilizamos por explosões em outros lugares”, afirmam os criminosos, já tentando se safar de eventuais investigações federais que possam surgir caso ataques reais aconteçam em decorrência das ameaças feitas por e-mail.

Por mais que o texto tenha total aparência de golpe, ainda assim o envio em massa foi suficiente para causar incertezas e certo pânico. Por meio do Twitter, a polícia de Nova York alertou aos cidadãos que as mensagens são falsas e foram enviadas a diferentes pessoas e empresas, enquanto investigações não encontraram dispositivo algum. As autoridades desacreditaram a ameaça e a taxaram como apenas um golpe para obter dinheiro.

Na imprensa, também se ventila a hipótese de não se tratar de um golpe voltado para fins monetários, mas sim de forma a causar exatamente o pânico que acabou sendo gerado. O FBI está investigando a origem dos e-mails, mas não revelou novas informações sobre o caso. Nenhum dispositivo explosivo foi encontrado nos locais que receberam as ameaças e não se sabe se alguém efetivamente realizou a transferência solicitada para a conta dos criminosos.

Fonte: Ars Technica

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.