Cibersegurança no Brasil: número de sites maliciosos cresce 83%

Por Redação | 25 de Agosto de 2016 às 22h25

A questão da cibersegurança vem ganhado cada vez mais espaço dentro dos debates em tecnologia. Pensando nisso, a Fortinet, companhia voltada para soluções de segurança cibernética, em parceria com o FortiGuard Labs, apresentou nesta quinta-feira (25) os dados referentes às principais ameaças no Brasil.

De acordo com o levantamento global, por conta dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro o Brasil foi o país que registrou o maior número de ameaças cibernéticas por e-mail entre maio e junho deste ano. Segundo Frederico Tostes, country manager da Fortinet, “o panorama de ameaças vem aumentando e só no mês de junho o crescimento de sites maliciosos foi de 83% no Brasil”.

Além disso, os dados mostram que o país tem a maior porcentagem de protocolos mal configurados de segurança em e-mails, bem como número crescente de ataques de phishing através de sites maliciosos. Para se ter dimensão da gravidade, enquanto em junho a categoria de URL maliciosa ao redor do mundo registrou crescimento de 16%, no Brasil o aumento foi de 83%.

Diante de todo esse cenário, os CIOs têm buscado soluções para as ameaças e vulnerabilidades dos sistemas de TI, apostando que o orçamento em segurança deve ser maior para lidar com as falhas. Mas mesmo com a compreensão dos profissionais sobre a importância de investir no setor, 32% dos CIOs afirmam que há obstáculos para a implementação de um sistema mais robusto, principalmente porque é comum que os superiores não julguem a segurança como um requisito fundamental para os negócios.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.