Ataques de ransomware lucraram US$ 1 bilhão em 2016

Por Redação | 02 de Junho de 2017 às 17h07

O ataque de ransomware que aconteceu internacionalmente no último mês, afetando inclusive o Brasil, foi somente o mais recente desse tipo de crime virtual cujas proporções chamaram a atenção da mídia. Contudo, esse tipo de ataque é muito mais comum do que se imagina — e já geraram US$ 1 bilhão em perdas somente em 2016.

De acordo com dados do relatório “Ransomware: Past, Present, and Future”, da Trend Micro, somente no ano passado, os ransomwares cresceram em 752%, e esse número assustador continua aumentando. Entre os recursos mais recentes, estão as rotinas atualizadas de infecção e a capacidade de infectar um número cada vez maior de arquivos, como foi o caso do WannaCrypt, que chegou a atingir os servidores do INSS e de Tribunais de Justiça no Brasil.

Ainda segundo o estudo, o mundo ainda tem muito a temer com relação ao ataques via ransomware. No futuro, é esperado que os cibercriminosos consigam explorar novas abordagens para comparar sistemas de controle industrial e outras estruturas críticas, não paralisando apenas computadores isolados e redes, como também ecossistemas inteiros.

E há grandes chances de sistemas de pagamento sofrerem com esse tipo de ataque. A partir de um dispositivo conectado com proteção ineficaz, a extorsão virtual pode ser facilitada, e não seria exagero esperar esse tipo de ataque em hospitais, serviços de transporte, cidades inteligentes e robôs. E, ainda de acordo com a Trend Micro, simplesmente pagar pelo resgate de suas máquinas e sistemas não é sinônimo de recuperar seus arquivos. Sendo assim, vale a máxima “melhor prevenir, do que remediar”.

VIA: Computerworld

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.