Alphabet, a "dona" da Google, lança serviço para você criar sua própria VPN

Por Ramon de Souza | 23 de Março de 2018 às 17h50
photo_camera Outline
TUDO SOBRE

Google

A Alphabet — a empresa “criada” para ser o guarda-chuva que abriga não apenas a Google, mas também todos os braços e projetos da companhia — acaba de anunciar uma novidade bem peculiar. Estamos falando do Outline, um serviço que lhe permite criar sua própria VPN. O foco do lançamento são redações jornalísticas, que precisam de maior segurança e privacidade para cobrir determinados temas da rotina contemporânea.

O Outline é composto por dois elementos distintos. O primeiro deles é o gerenciador, que pode ser instalado em qualquer computador com Windows ou Linux (e uma versão para macOS está em desenvolvimento). É através desse software que você faz a configuração de sua rede, escolhendo um servidor cloud de sua preferência. Por padrão, a plataforma sugere o DigitalOcean, cujo plano mensal mais barato custa US$ 5 (R$ 16 na conversão direta).

O segundo elemento é o cliente, um app disponível para múltiplas plataformas — incluindo iPhone e Android — e que efetivamente funciona como uma VPN, fazendo com que o seu tráfego seja direcionado através da rede recém-criada. Respeitando os limites de franquia do servidor escolhido, o administrador consegue criar chaves de uso privadas para quantas pessoas ele desejar, permitindo que múltiplos internautas utilizem-na ao mesmo tempo.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

(Imagem: Divulgação/Outline)

O código-fonte do Outline é baseado no projeto Shadowsock, um protocolo de proxy que foi criado em 2012 por ativistas que procuravam se livrar da censura imposta na internet da China. Embora tal tecnologia não seja tão segura quanto outras semelhantes (OpenVPN, por exemplo), ela já é útil o suficiente para acessar sites bloqueados em seu país e mascarar o seu endereço IP.

Aliás, já imaginando que ninguém confiaria 100% em um produto que nasceu nos braços da Alphabet, o time responsável pelo Outline decidiu transformá-lo em um projeto open source — qualquer pessoa consegue ver como ele é construído e até mesmo criar um fork (uma aplicação derivada da original).

Fonte: Outline, TechCrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.