Alemanha cria centro de comando para reforçar segurança virtual durante G20

Por Redação | 04.07.2017 às 15:03

Para garantir a segurança do país durante a reunião de cúpula do G20, a Alemanha decidiu reforçar suas prevenções contra possíveis ataques cibernéticos. O Departamento para Segurança da Tecnologia de Informação da Alemanha (BSI) criou um centro de comando especial para agir contra eventuais investidas.

O G20 começará na próxima sexta-feira (7), e o temor é de que alguma ação parta de grupos hackers ou células ligadas a governos estrangeiros que queiram sabotar a reunião. Arne Schoenbohm, presidente do BSI, contou à imprensa que as autoridades estarão preparadas para qualquer violência física que houver em eventuais protestos, e que violências virtuais também serão prevenidas.

“Como a agência nacional de segurança cibernética, estamos preocupados com tudo, que grupos como Anonymous e Lulzsec podem estar planejando protestos políticos por meio de ataques cibenéticos”, contou Schoenbohm, mesmo que a agência não tenha informações sobre ataques específicos. Dezenas de especialistas em segurança cibernética estão preparados, juntamente de 20 mil policiais com cães, cavalos e helicópteros, tudo isso para que o país consiga lidar da melhor maneira com as dezenas de milhares de manifestantes que são esperados em Hamburgo até o final do evento, que reunirá os líderes das 20 principais economias do mundo até o dia 8 de julho.

A Alemanhã está, ainda, contando com seus pares em outros países do G20, como os Estados Unidos, para proteger redes de computadores, câmeras de vigilância e outros equipamentos de segurança.

Fonte: G1