Adblockers falsos para Chrome já fizeram mais de 20 milhões de vítimas

Por Ramon de Souza | 20 de Abril de 2018 às 07h15
photo_camera Fast Company

De acordo com uma recente pesquisa elaborada pela AdGuard, ao menos 20 milhões de internautas foram enganados e baixaram cinco adblockers falsos para o Google Chrome. Os plugins, que prometem esconder anúncios nas páginas que o usuário visitar, estavam carregados com scripts maliciosos que podiam desde rastrear o histórico de navegação das vítimas até transformar seu computador em um “escravo” para uma botnet.

De acordo com a denúncia, os aplicativos parecem legítimos, visto que seus autores copiam o código-fonte de extensões confiáveis e simplesmente o modificam para inserir seus próprios trechos perigosos. A companhia ressalta que os principais vilões encontrados ao longo do estudo são o AdRemover for Google Chrome, uBlock Plus, Adblock Pro, HD for YouTube e Webutation.

O mais impressionante de tudo é perceber que esses softwares estavam disponíveis na Chrome Web Store, marketplace oficial do Google Chrome e do sistema operacional Chrome OS. A AdGuard afirma que a penetração desses plugins maliciosos advém de uma “moderação pobre” por parte da equipe do serviço. Após ler a denúncia, a Gigante das Buscas removeu os cinco programas do ar.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Para evitar sofrer com esse tipo de transtorno, o mais recomendado é prestar muita atenção ao nome do publisher (desenvolver que publicou o adblocker) e evitar instalar extensões de desconhecidos. Prefira alternativas oriundas de empresas mais famosas nesse setor.

Fonte: AdGuard

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.