WhatsApp rebate acusações de brecha na segurança do aplicativo

Por Redação | 13 de Março de 2014 às 19h18

O WhatsApp, que foi comprado pelo Facebook no mês passado, passou por um período de tensão no início desta semana quando Bas Bosschert, um consultor técnico, publicou um post em seu blog explicando como alguns desenvolvedores mais maliciosos poderiam facilmente acessar as mensagens privadas de qualquer pessoa através do cartão microSD. Obviamente a tal postagem teve uma enorme repercusão e os usuários do popular aplicativo de mensagens começaram a se preocupar.

Mas, hoje, um representante do WhatsApp respondeu às declarações de Bosschert e disse que as informações não “ilustram o quadro real e são exageradas” e que “sob circunstâncias normais, os dados em um cartão microSD não podem ser expostos”. Ele também comentou que isso só seria possível se o celular estivesse com algum tipo de vírus e que a versão mais atual disponível na loja Google Play foi atualizada com uma nova medida de segurança.

Whatsapp segurança

De qualquer forma, Bosschert já confirmou que seu método ainda funciona com a versão atualizada do aplicativo e que as únicas mudanças dizem respeito ao status e foto de perfil, mas nada a ver com as conversas em chat. Bom, parece que por agora o jeito é tomar muito cuidado com o que você instala e baixa em seu smartphone enquanto não há garantias mais efetivas na segurança do app.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.