União Soviética pode ter gastado quase US$ 1 bi para controlar mente humana

Por Redação | 18.12.2013 às 14:15

A briga entre EUA e União Soviética durante a Guerra Fria pelo domínio da ciência e da tecnologia incluiu uma caríssima tentativa por parte das duas super potências de desenvolver armas capazes de controlar a mente humana.

Um post no blog Physics arXiv relata que ambos os países possuem pesquisas nos campos da parapsicologia, controle da mente e influência remota em seres humanos. Embora parte dos estudos feitos pelos Estados Unidos na área seja pública, pouco se sabe sobre as pesquisas dos soviéticos, mas suspeita-se que tenham custado quase 1 bilhão de dólares.

Os Estados Unidos desenvolveram programas deste tipo, o principal deles sendo o Projeto MKULTRA da CIA, que quando revelado gerou muita revolta e polêmica, pois durante 20 anos essa Agência pesquisou e experimentou como manipular a cabeça das pessoas e alterar funções cerebrais.

E a União Soviética, que chamava a tecnologia de 'psicotrônicos' não ficou para trás, com um programa similar e que se baseava na idéia de que o cérebro humano poderia receber e transmitir alguns tipos de radiação eletromagnética de alta frequência, e que isso poderia influenciar outros objetos ao redor. Um dispositivo foi inventado por Anatoly Beridze-Stakhovsky, chamado Cerpan, que podia gerar e armazenar as radiações de alta frequência produzidas pelo cérebro. Depois da queda do bloco comunista, essas pesquisas foram bem reduzidas devido à crise financeira pela qual a Rússia passou, e em 2003 reporta-se que foi completamente suspensa, mas estima-se que ainda existam até 500 pesquisadores no país trabalhando no assunto.

Os resultados desse programa não são conhecidos, mas armas psicológicas futurísticas e não convencionais que alteram a percepção mental de seres humanos já são usadas pelos EUA há muitos anos. Por exemplo, o Departamento de Defesa americano possui uma arma chamada Active Denial System, que é composta por uma antena similar à de um radar, que emite ondas a até 1 Km e que quando atingem o corpo humano, dá a sensação de que a pele está queimando (mas não está), fazendo com que o indivíduo pare o que está fazendo e saia correndo.

Arma DoD