Sons emitidos pelo computador podem servir para quebrar segurança

Por Redação | 31.12.2013 às 13:46

Em meio a preocupações com segurança e uma série de denúncias sobre espionagem experimental, um grupo de pesquisadores descobriu um método relativamente simples de quebrar barreiras de segurança. Em vez de utilizarem softwares complicados ou ataques arrojados, o som emitido pelo computador durante a encriptação foi suficiente para que as informações fossem liberadas.

O método, para terror dos aficionados pela privacidade, pode ser usado, teoricamente, por qualquer um que possua um microfone potente em seu smartphone, por exemplo. O áudio gravado pelos cientistas da Universidade de Tel Aviv e do Instituto de Ciência Weizmann foi tratado com filtros específicos até que apenas a vibração da máquina restasse. Foi justamente ela a responsável pela quebra do código.

De acordo com os cientistas, o método foi capaz de quebrar uma encriptação RSA de 4.096 bits em cerca de uma hora e não há razões para pensar que o mesmo não pode acontecer a outros tipos de barreiras. Nos testes, um microfone parabólico de alta fidelidade foi utilizado para captar os sons do computador a uma distância de cerca de 3,9 metros, um verdadeiro terror para quem usa o PC em lugares públicos.

Equipamentos mais convencionais, porém, precisam de mais proximidade. Um smartphone de boa qualidade, por exemplo, requer uma distância de cerca de 30 centímetros para obter o áudio com a fidelidade necessária para que a quebra do código ocorresse. Ainda uma aproximação que poderia ser feita por um estranho, sem que o usuário perceba.

Uma segunda linha de pesquisa dos institutos tem como foco a flutuação elétrica dos equipamentos durante o processo de encriptação. De acordo com os cientistas, seria possível obter chaves desse tipo com uma análise da variação de energia, mas os estudos nesse sentido ainda estão em sua fase preliminar.