Serviço de chat do BitTorrent promete criptografar dados até contra NSA

Por Redação | 24.12.2013 às 09:25
photo_camera Divulgação

Após as denúncias de espionagem por parte de vários governos mundiais, um dos focos dos futuros serviços de tecnologia é a segurança das informações - afinal, nunca se sabe quando alguém está de olho no que você acessa enquanto navega na internet. Pensando nisso, o BitTorrent, site que oferece um dos principais programas de download de arquivos .torrent, anunciou no começo de outubro uma ferramenta de bate-papo que promete ser mais segura que outros aplicativos online, como Facebook e Skype.

Agora, a companhia deu mais detalhes de como vai funcionar a novidade. Em um post no blog oficial, a empresa afirma que, acima de tudo, valoriza a privacidade. Partindo desse princípio, o objetivo do BitTorrent Chat é permitir que os usuários se comuniquem sem precisar se "logar" em um servidor central, como acontece com outros programas de conversas na web. Já que os dados não são armazenados em um único local, os arquivos não ficam tão expostos a brechas de segurança, ataques de crackers ou pedidos do governo.

O bate-papo do BitTorrent é baseado na rede ponto a ponto ("peer-to-peer", no inglês), que por sua vez faz a conexão entre os usuários através de algoritmos de distribuição em tabela (como o DHT, do inglês "Distributed Hash Tables") para garantir que as informações circulem pela internet sem que alguém possa identificá-las ou decifrá-las. Basicamente, o chat utiliza criptografia de chave pública para livrar as conversas de espionagem.

Funciona assim: ao se cadastrar no serviço, é gerada uma chave privada que só você tem acesso. Quando uma conversa é iniciada, ao invés de usar um nome de usuário fixo (que está ligado à sua chave privada), o BitTorrent Chat gera uma chave criptografada temporária que só fica disponível naquele bate-papo específico. Assim que a conversa terminar, a chave temporária é apagada e não será possível acessá-la no futuro.

O BitTorrent Chat ainda é um projeto que está em fase Alpha - normalmente, serviços são oferecidos ao público apenas quando estão na versão Beta -, mas a empresa abriu inscrições para que usuários interessados ajudem a experimentar o programa em um teste fechado (clique aqui para acessar). Não foi divulgada uma data oficial para o lançamento do mensageiro.