Estudo: na hora de escolher sua senha, prefira palavras gramaticalmente erradas

Por Redação | 14 de Fevereiro de 2013 às 15h13

Um levantamento realizado pelo Instituto de Pesquisa de Software, liderado pelo pós-doutorando Ashwini Rao, apontou que senhas que utilizam a gramática correta tendem a ser menos seguras.

Para realizar o teste, o grupo desenhou um software caseiro de quebra de senhas equipado com conhecimentos de gramática. Das 1.434 senhas entregues ao software, cerca de 10% foram quebradas, superando índices de outros softwares do tipo, de acordo com o grupo.

Segundo Rao, a quebra mais fácil de senhas gramaticalmente corretas acontece porque é mais fácil prever o uso de pronomes, advérbios e adjetivos em uma frase. Exemplos como “eusoumelhorquevocê”, são significativamente mais fáceis de serem descobertos do que frases desconexas ou gramaticalmente incorretas.

“Já vi políticas de senha que diziam ‘use cinco palavras’. Se quatro dessas forem pronomes, elas não darão muita segurança”, afirmou Rao. A sugestão é escolher palavras aleatórias e que não combinam entre si.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.