Norton: paixão pelo futebol incentiva cibercriminosos

Por Redação | 17.05.2013 às 10:25
photo_camera FIFA

O que serviria de motivo para um cibercriminoso resolver atacar? De acordo com uma pesquisa realizada pela Norton, que vem acompanhando ações de phishers pela Internet, os principais temas utilizados por cibercriminosos continuam sendo os relacionados a futebol.

Agora que estamos em clima de Copa das Confederações e aguardando a estreia da Copa do Mundo, usar o tema como isca para internautas tornou-se um prato cheio para os mal-intencionados. Jogadores reconhecidos mundialmente, por exemplo, são usados para atrair o internauta a sites falsos. O mais recente atleta que teve sua imagem indevidamente utilizada em fraudes foi o português Cristiano Ronaldo, do Real Madrid.

Particularmente neste caso, os cibercriminosos criaram sites fraudulentos que estimulavam os usuários a inserir login e senha do Facebook para, supostamente, acessarem informações e fotos inéditas do jogador. O site malicioso trazia uma riqueza de detalhes, a fim de causar uma falsa impressão de que seria a página oficial de Cristiano. Essa técnica maliciosa, conhecida como phishing ganhou esse nome justamente por 'fisgar' internautas desprevenidos e sequestrar seus dados.

Outro caso semelhante ocorreu no ano passado. A imagem de Lionel Messi, do Barcelona e da seleção argentina, foi usada como isca. A Norton alerta para um aumento desse tipo de golpe online e aponta que deve crescer ainda mais, à medida que os grandes eventos esportivos se aproximam.

Quer saber como se livrar das armadilhas e tentativas de phishing na web? A Norton dá as dicas:

  • Não clique em links suspeitos em mensagens de e-mail ou que aparecem nos perfis sociais;
  • Evite fornecer informações pessoais ao responder um e-mail ou em uma página de pop-up;
  • Ao inserir dados pessoais ou financeiros, certifique-se que o site é criptografado, apresenta o protocolo 'https' ou ícone de cadeado na barra de endereços;
  • Em sua rede social, não aceite convites de amizade de pessoas desconhecidas;
  • Sempre denuncie sites e e-mails falsos (para Facebook por meio do e-mail phish@fb.com).

Fique atento! E lembre-se: mantenha seu antivírus e firewall sempre atualizados.