MobileScope: serviço identifica os aplicativos que estão revelando seus dados

Por Redação

Os aplicativos móveis vieram para tornar nossas vidas mais simples. Mas até que ponto eles são seguros? Um novo serviço, intitulado MobileScope, promete ajudar o usuário a identificar quais aplicativos vazam suas informações pessoais para sites e provedores.

"É uma ferramenta de interceptação independente que você pode usar no seu Android, iOS, BlackBerry e aparelho Windows", afirmou ao Technology Review Ashkan Soltani, pesquisador de privacidade eletrônica e um dos criadores do novo serviço.

O MobileScope ganhou um prêmio em uma competição de programação de privacidade promovida pelo The Wall Street Journal em abril deste ano. Os seus criadores já estão planejando iniciar o período de testes em beta da nova ferramenta.

Depois de realizado o cadastro no serviço, o MobileScope poderá ser acessado através de um site, e não de um aplicativo instalado no aparelho. O site irá informar ao usuário quais aplicativos transferiram seus dados pessoais e também quais dados são os mais sensíveis como números de telefone, e-mail e nome através de um alerta enviado ao usuário.

A ferramenta visa ajudar os usuários a conhecer melhor os aplicativos que instalam em seus aparelhos móveis, já que muitas aplicações famosas foram pegas recentemente transferindo dados dos seus clientes, como é o caso do Path.

Quando a pessoa se cadastra no MobileScope, um arquivo de configuração é instalado no seu dispositivo e ele será o responsável por monitorar as atividades dos aplicativos através de um servidor seguro na internet. O mecanismo só é possível graças ao modo como os smartphones são projetados para serem compatíveis com VPNs e redes privadas.

Soltani ainda afirma que o serviço não causa muita lentidão à conexão de internet do usuário, já que seus dados estão conectados a um serviço localizado geograficamente próximo ao usuário.

Os criadores do projeto garantem que os dados coletados pelo MobileScope são descartados após o fim de cada sessão e que eles só podem ser armazenados no próprio aparelho do usuário. "Adicionar transparência para todos - desenvolvedores, usuários e órgãos reguladores - vai ajudar todo o ecossistema móvel", afirmou Soltani.

MobileScope

O serviço envia alertas ao usuário quando identifica um aplicativo suspeito

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.