Malware em dispositivos móveis cresceu 400% em 2012, segundo relatório

Por Redação | 07 de Março de 2013 às 13h04

O relatório anual global divulgado pela empresa de soluções de segurança Trustwave mostrou que em 2012 os ataques a dispositivos móveis cresceram assustadoramente, e que os cibercriminosos estão voltando suas armas para um novo alvo: o setor de e-commerce.

Para chegar às conclusões do relatório, a empresa avaliou informações provenientes de 450 investigações de violações de dados globais, mais de 2.500 testes de invasões, nove milhões de ataques a aplicativos da web, dois milhões de varreduras de vulnerabilidade na rede, cinco milhões de sites maliciosos, 20 bilhões de e-mails, somados a uma extensa pesquisa e análise de ameaças que exploram uma vulnerabilidade até então desconhecida em uma aplicação de computador.

Dentre os apontamentos que mais se destacam no estudo está o fato de, pela primeira vez em três anos, o setor de varejo ter se tornado o principal alvo dos cibercriminosos, que focam especialmente no setor de e-commerce. Por isso é sempre importante ficar atento a dicas de segurança ao realizar compras online.

Dica: Compras online: evite golpes e dores de cabeça!

Apesar do elevado número de ataques virtuais a organizações, elas não se mostram muito preparadas para combater esse tipo de invasão e zelar pela sua segurança. O relatório da Trustwave apontou que 64% das empresas atacadas em 2012 levaram mais de três meses para detectar a invasão, e o tempo médio de detecção entre todas elas foi de 210 dias.

As companhias também devem investir na instrução de seus funcionários para que evitem colocar a rede corporativa em risco. Para ter uma ideia, 50% dos usuários, especialmente os funcionários, ainda estão usando senhas muito fáceis de descobrir - a mais comum é 'senha1'. Inconscientemente, por meio de senhas fáceis e mídias sociais, os empregados deixam a porta aberta para novos ataques.

Dicas de segurança para pequenas e médias empresas

Outra grande preocupação vem dos dispositivos móveis, que apresentaram um crescimento de 400% no número de malware em 2012. O relatório aponta que a maior parte desse software malicioso foi encontrada em aparelhos com sistema Android, que, particularmente, apresentaram um aumento de 50 mil para 200 mil dispositivos infectados em relação ao mesmo período do ano anterior.

Dicas de segurança no celular: o perigo do Bluetooth [vídeo]

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.