Malware no Skype pode escravizar seu PC para mineração de Bitcoins

Por Redação | 05 de Abril de 2013 às 17h40

Depois de algumas carteiras digitais de Bitcoin (como o Instawallet) apresentarem falhas de segurança que causaram uma grande dor de cabeça para seus usuários, agora quem usa a moeda virtual deve ficar ainda mais atento: um novo malware que visa gerar algumas Bitcoins está se espalhando por meio do Skype.

O alerta foi divulgado no blog da empresa Kaspersky, em que o especialista em segurança Dmitry Bestuzhev explica que o malware está infectando apenas PCs, apesar de ataques semelhantes terem infectado Macs.

A disseminação do malware está sendo feita por meio de mensagens no Skype que utilizam a engenharia social para induzir o usuário a clicar em um link que diz algo parecido com: "Eu não acredito nessas suas fotos!". Quando o usuário clica no link, o malware se instala e começa a usar a CPU do seu PC.

Conforme o programador Bruno Gola explicou recenetemente em entrevista ao Canaltech, "a geração [de Bitcoins] acontece a cada dez minutos por alguém na rede que resolve um certo desafio. Esse desafio é basicamente tentar acertar um número que foi definido na última geração de moeda". O desafio pode ser mais fácil ou mais difícil, e é regulado automaticamente pelo protocolo Bitcoin para que tudo sempre seja resolvido a cada dez minutos, em média.

Saiba mais: Bitcoin: conheça a moeda virtual que não depende de governos e bancos

Já o malware que está se espalhando pelo Skype foi criado basicamente para conectar um grande número de PCs para resolver alguns blocos (desafios) de Bitcoins, automatizando o processo responsável por gerar as BTCs e fazendo com que o golpista ganhe cada vez mais moedas virtuais de uma maneira muito mais rápida.

Segundo a Kaspersky, o malware está recebendo cerca de dois mil cliques por hora, e a maioria das vítimas vive na Rússia, Polônia, Costa Rica, Espanha, Alemanha e Ucrânia. A empresa ainda adverte que o uso da CPU cresce significativamente nos computadores infectados, portanto, fique de olho!

Uso da CPU

Imagem: Kaspersky

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.