Metade das ameaças virtuais estão hospedadas nos EUA; muitas delas na Amazon

Por Redação | 16 de Janeiro de 2014 às 13h58

Uma pesquisa realizada pela empresa de segurança Solutionary SERT revelou os países que concentram maior número de malwares hospedados em seus servidores. E, ao contrário do que se poderia esperar, os Estados Unidos lideram o ranking, com mais de 44% das pragas virtuais sendo distribuídas a partir de arquitetura sediada por lá.

A facilidade de aquisição desse tipo de serviço, além do baixo preço, seriam os motivos para explicar a grande presença tão constante de trojans, vírus e outros tipos de ameaça por lá. Serviços como a Amazon ou o GoDaddy, por exemplo, são responsáveis por hospedar, respectivamente, 16% e 14% das pragas virtuais que infectam máquinas de todo o mundo. As informações são do Geek.com.

Malwares no mundo

Em segundo lugar está a Alemanha, com 9% das hospedagens, e os Países Baixos, com 7%. O Solutionary SERT conclui que, apesar da casa dos principais malwares serem os grandes provedores de hosting, os “centros de controle” das pragas virtuais normalmente estão situados na Europa e Ásia, principalmente na Rússia e China.

Para a empresa, o fato das operações dos hackers e criminosos virtuais serem assim tão dispersas é, justamente, o que torna o combate à prática tão difícil. Como as pragas normalmente têm tamanhos reduzidos e estão hospedadas em servidores legítimos, fica difícil controlar sua multiplicação. A coisa piora ainda mais quando as próprias máquinas infectadas passam a servir como servidores para os malwares.

O Solutionary SERT criticou, de leve, os softwares antivírus, afirmando que a maioria não está equipada para lidar com esse tipo de ameaça de forma completa. Por isso, a firma de segurança indica que os próprios usuários devem tomar mais cuidado, acessando apenas sites confiáveis e evitando qualquer tipo de download que pareça suspeito.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.