Kaspersky: roubos de informações são as maiores ameaças às empresas

Por Redação | 09 de Dezembro de 2013 às 16h24

Dados de pesquisa realizada pela Kaspersky Lab e pela B2B International revelaram que o roubo de informação é a principal ameaça digital para as empresas. De todas as companhias entrevistadas para o estudo, 91% afirmaram terem sido alvo de um ataque ao longo de 2013, com 9% delas tendo recebido golpes direcionados, ou seja, planejados especificamente para aquela corporação e com o intuito de infectar toda a infraestrutura.

A pesquisa também mostrou que os fornecedores, cada vez mais, estão sendo considerados alvos em potencial para a obtenção de informações corporativas. Além disso, ataques ligados a agências governamentais aparecem em crescimento ano após ano, mostrando que a ameaça deixou de ser apenas os criminosos ou a espionagem corporativa.

A Kaspersky Lab também elencou como protagonistas de ameaças os chamados mercenários virtuais, especialistas contratados por empresas para realizar ataques contra a concorrência. Nessa categoria, lideram os crimes virtuais de roubo de informações ou limpeza de dados, com o objetivo de bloquear as operações por completo. Ainda, o roubo de dinheiro por meios digitais ou o redirecionamento de visitantes para sites maliciosos aparecem como ações de destaque.

A pesquisa revelou ainda que muitos integrantes de quadrilhas de criminosos virtuais chegaram a passar semanas ou meses com acesso à rede de suas vítimas, roubando informações ou realizando alterações sem serem percebidos. A firma de segurança, porém, enxerga um declínio nesse tipo de operação, o que não significa que o mercado esteja mais seguro.

Ataques cirúrgicos

O estudo enxerga a ação dos mercenários virtuais como uma tendência para os próximos anos. Tais criminosos estão agindo com precisão e rapidez, invadindo redes e roubando dados antes mesmo que qualquer medida possa ser realizada para impedí-los. A ação, claro, segue as ordens de um contratante.

A Kaspersky cita como exemplo o Icefog, um malware descoberto há alguns meses que analisa a rede em busca de informações de interesse. Agindo a partir de estações de trabalho infectadas, o software dá acesso irrestrito ao hacker, que pode selecionar quais informações serão copiadas e desaparecer sem deixar vestígios.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.