Governo americano alerta usuários Android sobre o crescente número de malwares

Por Redação | 16 de Outubro de 2012 às 14h50

O aumento no número de malwares capazes de atingir e infectar os dispositivos móveis equipados com o sistema operacional do Google, o Android, fez com que o Internet Crime Complain Center (IC3), órgão ligado ao governo federal norte-americano e ao FBI, divulgasse um alerta aos usuários sobre códigos maliciosos.

"O IC3 está ciente dos vários malwares que estão atacando os dispositivos Android. As últimas versões conhecidas desses malwares são o Loozfon e o FinFisher", afirmou o órgão em comunicado oficial.

O Loozfon é um malware muito utilizado para o roubo de informações e dados e, normalmente, ele pode ser instalado através do envio de uma mensagem de texto sobre a possibilidade de ganhar dinheiro sem sair de casa. Um link armazenado dentro desses anúncios é projetado para adentrar o sistema do usuário, permitindo que os cibercriminosos tenham acesso aos seus dados, telefones e endereços armazenados em sua agenda.

Android vírus

O órgão ainda sugere alguns passos para o usuário proteger seu aparelho

E o FinFisher é um spyware capaz de monitorar o dispositivo, permitindo assim que ele seja controlado à distância, não importando onde o alvo esteja localizado. Esse tipo de malware também pode afetar aparelhos iOS, Symbian, BlackBerry e Windows Phone.

O IC3 ainda divulgou algumas medidas que o usuário pode tomar para não ser infectado por códigos maliciosos. Entre as possibilidades, o órgão sugere que se o seu OS tiver opção de criptografia, o usuário deve criptografar seus dados pessoais; ele também deve tomar cuidado ao baixar aplicativos, principalmente as que solicitam geolocalização; o usuário deverá usar antivírus e outras aplicações de segurança e evitar se conectar a redes Wi-Fi desconhecidas entre outras precauções.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.