Estudo aponta problemas de segurança e falta de políticas para a adoção do BYOD

Por Redação | 30.07.2013 às 15:39 - atualizado em 30.07.2013 às 16:43

A empresa norte-americana Acronis realiza anualmente um estudo para entender melhor o mercado de TI, e este ano ela centrou-se nas tendências de "Bring Your Own Device" (BYOD). Dentre as principais conclusões do estudo, divulgado pelo ZDnet, estão os problemas de segurança e a falta de políticas para prática de BYOD.

O estudo da Acronis apontou que apenas 21% das empresas pesquisadas executam uma limpeza remota do conteúdo armazenado, senhas e afins para deixar o sistema em seu estado out-of-the-box (com sua configuração padrão, sem nenhum tipo de adequação no seu código). Além disso, apenas 31% das empresas aplicam uma política que exige o uso de senhas nos dispositivos.

Muitas vezes, os funcionários não entendem as implicações do uso de seu próprio dispositivo em ambientes corporativos, e, para piorar a situação, 80% das empresas disseram não treinar sua equipe para entender os riscos à segurança que o BYOD pode trazer.

Nuvens públicas

O estudo apontou que as empresas não têm o hábito de adotar políticas para proteger os dados armazenados em nuvens públicas:

  • 27% dos entrevistados disseram que sua empresa tem uma política para o uso de nuvens públicas;
  • 20% disseram que sua empresa não tem uma política para isso;
  • 47% disseram que sua empresa não possui uma política agora, mas que existem planos de escrever uma;
  • 6% responderam que não sabiam se sua empresa possui uma política para isso.

Para concluir esse estudo, a Acronis entrevistou mais de 121 mil profissionais de TI em todo o mundo. Porém, a empresa não deixou claro se os entrevistados eram tomadores de decisão ou apenas contribuintes individuais.

Recentemente, outra pesquisa apontou que a grande maioria das empresas está expondo dados corporativos confidenciais para criminosos ao deixar de implementar estratégias eficazes de BYOD.